Publicidade

Vacina da dengue no SUS | Confira se sua cidade está na lista oficial

Por| Editado por Luciana Zaramela | 25 de Janeiro de 2024 às 13h24

Link copiado!

 erika8213/envato
erika8213/envato

A partir de fevereiro, 521 cidades do Brasil vão começar a vacinar crianças e adolescentes, de 10 a 14 anos, contra a dengue. Por causa da quantidade limitada de doses, a vacina Qdenga não deve chegar em algumas capitais do país, como São Paulo e Curitiba.

Vale lembrar que este é o primeiro ano em que o Ministério da Saúde vai coordenar a campanha nacional de vacinação contra a dengue, com uma vacina que tem eficácia estimada em mais de 80% contra a doença transmitida pelo mosquito Aedes aegypti

Neste cenário, optou-se por concentrar a aplicação das doses nos mais jovens no Sistema Único de Saúde (SUS), como orienta a Organização Mundial de Saúde (OMS).

Continua após a publicidade

Cidades que vão receber vacina

A escolha das cidades brasileiras que vão receber as doses da vacina Qdenga foi feita a partir dos três seguintes criérios:

  • Tamanho da população: apenas municípios de "grande porte", aqueles com mais de 100 mil habitantes, irão receber doses da vacina. Municípios vizinhos podem ser considerados;
  • Número de casos da dengue: outro fator é a registro de alta de casos da dengue, durante o ano de 2023 e o início de 2024;
  • Sorotipo mais comum: o último critério envolve os sorotipos mais comuns na região. Neste caso, foram selecionados os municípios em que o sorotipo 2 (DENV-2) é mais comum.

Consulte a lista

Continua após a publicidade

Para saber se a sua cidade se enquadra nesses critérios, o Ministério da Saúde desenvolveu uma página especial para consulta pública no qual as cidades escolhidas estão separadas pelos 16 estados. 

O Canaltech adianta que algumas capitais foram selecionadas para a campanha pioneira de vacinação contra a dengue, incluindo: 

  • Rio Branco (AC); 
  • Manaus (AM); 
  • Salvador (BA); 
  • Vitória (ES); 
  • Goiânia (GO); 
  • São Luís (MA); 
  • Belo Horizonte (MG); 
  • Campo Grande (MS); 
  • João Pessoa (PB); 
  • Rio de Janeiro (RJ); 
  • Natal (RN); 
  • Palmas (TO); 
  • Boa Vista (RR); 
  • Brasília (DF).
Continua após a publicidade

Por outro lado, grandes capitais, como Curtiba (PR), Florianópolis (SC) e São Paulo (SP), ficaram de fora da lista este ano. Além disso, Alagoas, Amapá, Ceará, Mato Grosso, Pará, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Sul, Rondônia e Sergipe não têm cidades contempladas até o momento.

Por que limitar as cidades?

Se a sua cidade não foi contemplada para receber a vacina da dengue este ano, é normal se perguntar o motivo. Conforme explica o Ministério da Saúde, foi preciso limitar o público-alvo e as regiões prioritárias, porque o número de doses é limitado. 

Até o final do ano, o país deve receber aproximadamente 6,5 milhões de doses, o necessário para imunizar cerca de 3,2 milhões de crianças e adolescentes brasileiros, considerando que a imunização completa ocorre após a segunda dose.

Continua após a publicidade

Como é um número baixo perto da população, a ideia é aumentar o público imunizado ao longo dos anos. Por exemplo, em 2025, já foram negociadas a aquisição de outras 9 milhões de doses, o suficiente para vacinar 4,5 milhões de pessoas.

Fonte: Ministério da Saúde