Usa lentes de contato? Veja quais danos o mau uso pode causar

Usa lentes de contato? Veja quais danos o mau uso pode causar

Por Natalie Rosa | Editado por Luciana Zaramela | 11 de Agosto de 2021 às 13h20
Rawpixel/Freepik

As lentes de contato podem ser uma ótima opção para quem depende de óculos no dia a dia, oferecendo mais conforto. Elas podem ser encontradas em alguns tipos diferentes, como as mais rígidas ou as gelatinosas, e de uso diário ou prolongado, e são consideradas seguras de forma geral.

Porém, existem algumas ressalvas para o uso das lentes de contato, que podem acabar desencadeando algum problema sério de saúde. De acordo com um estudo de 2017, por exemplo, elas podem causar dor, irritação e inchaço nos olhos, deixar a visão embaçada e sensível à luz, causar conjuntivite, úlcera nas córneas e ceratite microbiana. 

Imagem: Reprodução/Rawpixel/Freepik

Existem alguns fatores, no entanto, que podem deixar o uso de lentes de contato mais prejudicial, como dormir com elas. Em um estudo realizado em 2018, os médicos descreveram histórias de seis pessoas que tiveram infecções oculares graves depois do uso de lente de contato gelatinosas enquanto dormiam.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Entre os casos está o de um homem que usava as lentes durante uma viagem para caçar e que acabou desenvolvendo uma infecção na córnea com úlcera. Em mais um exemplo, um homem ficou com as lentes de contato por duas semanas ininterruptas e desenvolveu infecção na córnea em ambos os olhos. 

Imagem: Reprodução/Rawpixel/Freepik

Em outro caso, uma mulher tinha o costume de dormir com as lentes e usá-las durante um período maior que o recomendado, sem fazer acompanhamento médico. Ela desenvolveu, então, uma ceratite infecciosa, diagnosticada depois de sentir muita dor nos olhos. O tratamento dessas infecções envolveu o uso prolongado de antibióticos, e em dois dos casos os pacientes precisaram passar por um transplante de córnea. Ainda assim, alguns acabaram perdendo a visão.

Como prevenir?

Para evitar que haja qualquer problema de infecção que leve a danos graves nos olhos, é preciso buscar ajuda de um oftalmologista para encontrar soluções de prevenção.

Entre elas estão:

  • Higienização correta das mãos antes e depois do manuseio das lentes, sejam tóricas ou gelatinosas;
  • Higienização e armazenamento correto das lentes com solução oftálmica;
  • Evitar o contato das lentes com cremes e maquiagem;
  • Mantê-las sempre limpas e trocar a solução diariamente ao guardá-las na caixinha; 
  • Não usar o mesmo par por muito tempo além do indicado (seguindo sempre as recomendações do fabricante);
  • Não reaproveitar caixinhas para guardar pares de lente novos;
  • Fazer exames periódicos com seu médico. A qualquer sinal de irritação, a recomendação é a interrupção do uso das lentes e a procura de um oftalmologista.

Tratamento

Se você perceber algum sinal de irritação ou até mesmo infecção ocular, não hesite em procurar ajuda profissional. Dependendo do caso, o tratamento pode ser feito com colírios e/ou pomadas para aliviar o desconforto causado pela irritação e combater possíveis bactérias. No entanto, quem avalia a saúde ocular é o oftalmologista — e o tratamento vai depender, obviamente, do diagnóstico. Em certos casos, pode ser possível utilizar técnicas mais agressivas, como uso de soro autólogo, implante de membrana amniótica e até mesmo transplante de córnea, capaz de devolver parcialmente a visão em casos graves.

Fonte: Harvard

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.