Tomar café demais pode causar demência e derrame, aponta estudo

Tomar café demais pode causar demência e derrame, aponta estudo

Por Natalie Rosa | Editado por Luciana Zaramela | 26 de Julho de 2021 às 17h20
Wirestock/Freepik

Um novo estudo realizado sobre o consumo de café acaba de trazer uma má notícia para os amantes da bebida: a ingestão em excesso pode contribuir para o desenvolvimento de demência. A descoberta foi feita por pesquisadores da Universidade da Austrália Meridional, que analisou o histórico médico de 17.702 voluntários do banco de dados Biobank, do Reino Unido.

Ao estudar o material, os cientistas encontraram, então, a relação entre o consumo alto de café com 53% de aumento no risco do desenvolvimento de demência. Os pesquisadores reforçam que o número está relacionado ao consumo de mais de seis xícaras da bebida por dia, o que já pode ser considerado um consumo exagerado.

Imagem: Reprodução/Rawpixel/Freepik

Além da demência, o consumo também está relacionado à prevalência de alterações físicas no cérebro, além de outras doenças neurológicas. Segundo Kitty Pham, principal autora do estudo, a alta ingestão de café pode reduzir o volume do cérebro, enquanto ingerir mais de seis xícaras ao dia aumenta os riscos não só da demência, como também de derrame cerebral.

O que os cientistas não sabem ainda, no entanto, é o que leva o café a fazer esses danos do cérebro. "O consumo padrão diário de café está entre uma e duas xícaras", explica Elina Hyppönen, autora sênior da pesquisa. É claro que as medidas das unidades podem variar, então tomar algumas xícaras por dia é, geralmente, bom. No entanto, se você sabe que o consumo diário está indo para mais de seis xícaras ao dia, é hora de repensar a sua próxima bebida", alerta a cientista.

O estudo está disponível para consulta no site oficial da Universidade da Austrália Meridional

 

Fonte: Futurism

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.