Sabia que temos um "segundo cérebro"? Agora, a ciência traz novidades sobre ele

Sabia que temos um "segundo cérebro"? Agora, a ciência traz novidades sobre ele

Por Natalie Rosa | Editado por Luciana Zaramela | 01 de Setembro de 2021 às 12h30
Pawel Czerwinski/Unsplash

Você sabia que, dentro de nossos intestinos, existe algo chamado sistema nervoso entérico (SNE), que funciona de forma parecida com as redes neurais do cérebro e da medula espinhal? Não é a toa que ele é chamado pelos cientistas de "segundo cérebro". E com base nesse conhecimento, pesquisadores realizaram um estudo que revelou como esse sistema funciona. 

Para encontrar essas respostas, os pesquisadores usaram uma técnica recente que faz a combinação de gravações de vídeo de alta resolução com uma análise da bioeletricidade. Os testes foram feitos em intestinos de ratos, verificando a forma em que o órgão movimenta o que tem dentro dele.

Imagem: Reprodução/Elionas2/Pixabay 

Então, os cientistas descobriram que os milhares de neurônios do sistema nervoso entérico se comunicam para provocar contrações no trato gastrointestinal, induzindo o processo digestivo. Eles encontraram grupos grandes de neurônios motores excitatórios e inibitórios que impulsionam o conteúdo do cólon mais para baixo do intestino. Antes do estudo, não estava claro como os neurônios eram capazes de se juntar e fazer tudo isso.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Os pesquisadores descobriram também que essa atividade é significativamente diferente da propulsão observada em outros órgãos musculares do organismo que não possuem sistema nervoso embutido, como vasos linfáticos, ureteres ou veia porta. Segundo a equipe, as descobertas sugerem que o sistema nervoso entérico tenha evoluído nos animais muito antes do cérebro chegar à forma atual.

Mais estudos devem ser feitos para descobrir como esse "segundo cérebro" afeta o funcionamento do trato gastrointestinal em diferentes espécies. Você pode conferir o estudo na revista científica Communications Biology

Fonte: Science Alert

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.