Saiba como ser um voluntário para testar o remédio da Pfizer contra a covid-19

Saiba como ser um voluntário para testar o remédio da Pfizer contra a covid-19

Por Nathan Vieira | Editado por Luciana Zaramela | 11 de Outubro de 2021 às 14h30
Michal Jarmoluk / Pixabay

Além da vacina que atualmente está em vigor no Brasil, a Pfizer se concentra no desenvolvimento de um medicamento oral contra a covid-19. Com isso, a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) está em busca de voluntários para participar dos testes, que devem avaliar a segurança e a eficácia do remédio.

O medicamento em questão é um antiviral inibidor de protease, que provoca uma redução da carga viral, impedindo o agravamento da doença. Para testar o remédio, os pesquisadores devem conduzir três estudos. O primeiro, que está com as inscrições para voluntários abertas, busca verificar se a medicação reduz a duração e a gravidade da covid-19 em pessoas recentemente diagnosticadas e que apresentem risco aumentado para a forma grave da doença.

O teste envolve duas doses diárias associadas ao ritonavir (usado contra o vírus da Aids) por cinco dias seguidos. Enquanto uma parte dos voluntários vai receber o medicamento, a outra parte vai receber um placebo. A ideia é envolver cerca de 3 mil participantes no total, que serão acompanhados ao longo de 24 semanas.

(Imagem: IciakPhotos/envato)

Como ser voluntário dos testes do remédio da Pfizer

Para ser voluntário, é necessário que a pessoa não tenha tomado vacina ainda. Também não pode se vacinar durante a pesquisa. Os voluntários devem ter pelo menos 18 anos e algum fator clínico, como índice de massa corporal acima de 25, tabagismo, 60 anos de idade ou mais, diabetes, doença renal crônica, cardíaca ou pulmonar, imunossupressão ou algum câncer em atividade.

Os interessados devem entrar em contato pelo telefone (31) 98109-1143 e pelo e-mail cov3001.ufmg@gmail.com. É necessário apresentar o exame realizado nos últimos cinco dias com resultado positivo para covid-19 ou ter desenvolvido sintomas.

Fonte: G1

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.