Publicidade

Raríssimo! Mulher com dois úteros espera um bebê em cada

Por| Editado por Luciana Zaramela | 16 de Novembro de 2023 às 17h43

Link copiado!

Icetray/Envato
Icetray/Envato

Na última segunda-feira (13), um caso raríssimo chamou a atenção dos EUA: Kelsey Hatcher (32), do Alabama, que nasceu com um útero duplo, está grávida de dois bebês — um em cada útero. A condição, conhecida clinicamente como útero didelfo, afeta apenas cerca de 0,3% da população.

Kelsey descobriu que tinha dois úteros, bem como dois colos do útero, quando tinha 17 anos. Embora ciente dessa chance, Hatcher teve três gestações anteriores nas quais carregou um único bebê, sem complicações.

Durante uma entrevista ao veículo Good Morning America, a equipe médica que cuida de Kelsey revelou que trata os bebês como gêmeos fraternos. De acordo com a equipe multidisciplinar, o mais provável é que a paciente ovulou separadamente e um óvulo desceu em cada trompa, o que significa que desceu de cada lado do útero, e então os espermatozoides subiram em cada útero separado e a fertilização ocorreu separadamente.

Continua após a publicidade

O nascimento dos bebês está previsto para o dia 25 de dezembro deste ano. Na entrevista, os próprios médicos envolvidos no caso reconhecem que não existe nenhum verdadeiro especialista que saiba como cuidar de uma paciente com dois úteros e dois bebês, um em cada útero, então o que resta é confiar no conhecimento básico e na fisiologia da gravidez que entendem, e aplicar nesse cenário tão improvável.

Útero duplo

O útero duplo (útero didelfo) ocorre durante o desenvolvimento embrionário quando as estruturas que formam o útero não se fundem adequadamente. Em alguns casos, pode haver complicações durante a gravidez, como um risco aumentado de parto prematuro ou apresentação anormal do feto.

Continua após a publicidade

Algumas pacientes com útero didelfo também podem ter dificuldades para engravidar, enquanto outras podem ter uma gravidez normal.

Vale entender que o diagnóstico do útero didelfo geralmente é feito por meio de exames de imagem, como ultrassonografia ou ressonância magnética. Em casos de complicações durante a gravidez, o acompanhamento médico cuidadoso é essencial para garantir uma gestação saudável.

Gestações raras

Em 2022, uma mulher teve trigêmeos 10 meses depois de dar à luz gêmeos, em outro caso raríssimo. A brasileira Aline da Silva Costa descobriu a gestação já na 22ª semana, e o parto ocorreu na 33ª semana.

Continua após a publicidade

O caso do útero duplo pode parecer brincadeira de criança quando comparamos com o caso de uma mulher que deu à luz dez bebês na África do Sul em 2021. Antes disso, o recorde pertencia à Halima Cisse, uma mulher indiana de 25 anos, que teve nove filhos de uma vez só.

Fonte: Good Morning America