Plataforma da IBM incentiva conversa global sobre saúde mental

Por Nathan Vieira | 13 de Outubro de 2019 às 16h40
Tudo sobre

IBM

Saiba tudo sobre IBM

Ver mais

É inegável a importância de discutir a saúde mental, tema que tem sido abordado cada vez mais nas redes sociais, principalmente com a ascensão do movimento setembro amarelo, que traz à tona a prevenção ao suicídio. Com isso em mente, a IBM se juntou à GiveAnHour.org (uma organização sem fins lucrativos destinada a iniciativas em prol da saúde mental) para desenvolver uma conferência chamada Change Direction Jam, focada em mudar a cultura em torno da saúde mental, que aconteceu na última quinta-feira (10) e nesta sexta (11), com participantes de vários lugares do mundo falando sobre doenças mentais e o que as impede de procurar ajuda e como a tecnologia pode ajudar no acesso a tratamentos.

O Change Direction Jam é alimentado pela plataforma exclusiva de inovação da IBM, desenvolvida em 2001 como uma maneira de promover a inovação. Apelidada na época de "conferência massivamente paralela", a plataforma permite sessões de brainstorming ao vivo projetadas para reunir grandes quantidades de ideias – de líderes governamentais e empresariais a pessoas afetadas por doenças mentais que, de outra forma, poderiam ficar de fora da conversa. As ideias desenvolvidas na sessão integraram um relatório sobre o uso da tecnologia para lidar com a crise global de saúde mental, que será publicado pelo IBM Institute for Business Value em novembro.

Saúde mental é assunto discutido em conferência promovida pela IBM e pela GiveAnHour.org

De acordo com a IBM, governos e empresas estão enfrentando a realidade de que falar de doenças mentais é essencial, porque isso se tornou um enorme obstáculo para os negócios e economias: a depressão e ansiedade, custam à economia global US$ 1 trilhão (R$ 4,16 trilhões) a cada ano em perda de produtividade, e estima-se que o custo total da crise global de saúde mental atinja US$ 16 trilhões (o equivalente a aproximadamente R$ 66 trilhões) até 2030.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.