Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Ozempic genérico deve ser vendido no Brasil em 2026

Por| Editado por Luciana Zaramela | 18 de Abril de 2024 às 12h47

Link copiado!

Towfiqu barbhuiya/Unsplash
Towfiqu barbhuiya/Unsplash

O Ozempic genérico vem aí? A empresa de biotecnologia Biomm anunciou um acordo com a indiana Biocon para a produção e comercialização de um medicamento similar ao Ozempic, que tem conquistado grande popularidade na perda de peso.

A produção desse “novo” Ozempic deve acontecer a partir de julho de 2026, quando a Novo Nordisk perde a exclusividade do principal ativo semaglutida. A proposta é que a Biocon produza e a Biomm seja responsável pela comercialização aqui no país.

Então os próximos passos da Biomm envolvem submeter o pedido de aprovação do medicamento à Anvisa e solicitar a aprovação do preço de venda à Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (CMED).

Continua após a publicidade

Já os passos da Biocon consistem em buscar a aprovação do seu medicamento junto à FDA (Food and Drug Administration), nos Estados Unidos.

Atualmente, a Biomm também negocia um genérico da liraglutida para o mercado brasileiro, como uma tentativa de acrescentar outros tipos de insulina no seu portfólio.

O que é Ozempic e como funciona

O Ozempic é originalmente administrado no tratamento da diabetes tipo 2. A semaglutida ajuda o pâncreas a liberar insulina em resposta ao aumento dos níveis de glicose no sangue, o que reduz os níveis de açúcar no sangue após as refeições.

Continua após a publicidade

O medicamento também reduz a liberação de glucagon, um hormônio que aumenta os níveis de açúcar no sangue. Isso ajuda a evitar que os níveis de açúcar no sangue subam muito. Além disso, retarda o esvaziamento do estômago, o que ajuda a reduzir os picos de açúcar no sangue após as refeições.

Tudo isso age em prol do controle da diabetes, mas começou a ser aplicado também no controle do peso. 

Remédios semelhantes ao Ozempic

O Ozempic é o mais conhecido desse universo de injetáveis para a perda de peso, mas existem vários “novos Ozempic” surgindo, como o Mounjaro (tirzepatida) e a amicretina.

Continua após a publicidade

A tirzepatida (Mounjaro) mostrou que em nove meses pode levar a uma redução de peso de 20%, e deve começar a ser vendida neste ano no Brasil. Enquanto isso, a  amicretina gera eliminação de 13,1% do peso após 12 semanas.

Como parte do tratamento para perda de peso, o Ozempic é administrado por injeção uma vez por semana, geralmente começando com uma dose baixa que é gradualmente aumentada ao longo do tempo.  Mas o tratamento também envolve mudanças na dieta, aumento da atividade física e outras intervenções comportamentais.

Com a suposta chegada do Ozempic genérico em 2026, provavelmente esse tratamento vai ficar mais acessível. Resta aguardar pelos próximos capítulos.

Continua após a publicidade

Ozempic para emagrecer?

Em nota* sobre o uso off-label da semaglutida para emagrecer, a Novo Nordisk, farmacêutica que fabrica o Ozempic, declara:

Ozempic®, aprovado e comercializado no Brasil para o tratamento do diabetes tipo 2, nãopossui indicação aprovada pelas agências regulatórias nacionais e internacionais para otratamento de obesidade. O medicamento foi aprovado pelas autoridades regulatórias doBrasil em agosto de 2018 e comercializado desde o primeiro semestre de 2019.  Embora a semaglutida tenha tido a liberação da Anvisa em janeiro de 2023 paratratamento de obesidade, A Novo Nordisk, empresa líder global em saúde, esclarece queOzempic® foi aprovado pelas autoridades sanitárias para tratamento de adultos comdiabetes tipo 2 insuficientemente controlado. A utilização do medicamento que fuja dessaindicação é considerada off-label e deve ter acompanhamento médico.

*Notícia atualizada em 10 de maio para refletir o posicionamento da Novo Nordisk

Continua após a publicidade

Fonte: Conselho Federal de Farmácia