Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Ministério da Saúde e Google facilitam acesso a dados das UBS

Por| Editado por Luciana Zaramela | 23 de Abril de 2024 às 11h27

Link copiado!

RFstudio/Pexels
RFstudio/Pexels

Na última quinta-feira (18), o Google e o Ministério da Saúde anunciaram uma nova parceria com o objetivo de melhorar o acesso a informações sobre as unidades básicas de saúde (UBS), como contatos, localização, horários de funcionamento e calendário de vacinação.

Para isso, o mecanismo de buscas deve atualizar os dados de mais de 40 mil postos de saúde, a partir de informações fornecidas pelo próprio Ministério da Saúde.

Agora, se você pesquisar “vacinação perto de mim”, pode encontrar dados de endereço, telefone e expediente atualizados e o link do Calendário Nacional de Vacinação para acompanhar as datas de imunização.

Continua após a publicidade

O comunicado publicado pelo Ministério diz que a expectativa é que a novidade continue contribuindo com os esforços de conscientização para a adesão da população às campanhas de vacinação, diante da queda das coberturas vacinais registrada nos últimos anos.

"A união amplia o portfólio de soluções voltadas para a saúde pública, lançadas a partir da parceria entre Google e Ministério da Saúde", diz o comunicado.

Google e saúde

O anúncio ainda menciona que um levantamento feito pelo Google Trends aponta o Brasil como o terceiro país mais ativo em buscas relacionadas à saúde e o sétimo em interesse por vacinação globalmente, desde 2004.

A parceria chega na esteira de uma ação entre o Ministério da Saúde e o YouTube, com a ministra Nísia Trindade participando de vídeos com influenciadores da plataforma como forma de conscientizar sobre as ações de combate à dengue e incentivar a vacinação. 

Na pandemia, o Google fez várias ações para promover a vacinação contra a covid-19, de modo que as buscas passaram a destacar informações sobre as vacinas, por exemplo.

No anúncio da parceria com o Google, o Ministério da Saúde também afirma que mais de R$ 6,5 bilhões foram investidos ano passado na compra de imunizantes e a previsão é que esses recursos alcancem R$ 10,9 bilhões em 2024. 

Continua após a publicidade

Fonte: Ministério da Saúde