Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Metais pesados em chocolates famosos: quais os riscos à saúde?

Por| Editado por Luciana Zaramela | 14 de Novembro de 2023 às 11h00

Link copiado!

NatashaBreen/Envato
NatashaBreen/Envato

Já faz tempo que os cientistas alertam para metais tóxicos presentes em chocolates, e um recente teste conduzido pela Consumer Reports revela que até mesmo as marcas famosas podem carregar materiais como chumbo e cádmio. Mas o que exatamente isso representa para a nossa saúde?

A revista publicou uma análise com 48 chocolates de marcas diferentes. Em 16 produtos, foi possível verificar e encontrar quantidades de chumbo ou cádmio acima do nível considerado seguro (0,5 microgramas por dia para chumbo e 4,1 microgramas por dia para cádmio). Entre as marcas famosas que apresentaram resquícios desses materiais nocivos estão a Hershey's, Nestlé e Starbucks.

Para que os testes fossem realizados, os envolvidos analisaram os níveis de metais — chumbo, cádmio, mercúrio e arsênico — presentes em três amostras de cada alimento e calcularam a média dos resultados. Mas o próprio relatório alega que nenhum dos chocolates mostrou níveis preocupantes de arsênico ou mercúrio.

Continua após a publicidade

O relatório revela que os produtos de chocolate, o chumbo e o cádmio estão concentrados no cacau, ingrediente que confere ao chocolate seu sabor característico. O chocolate amargo, inclusive, tende a ter níveis mais elevados de cacau. Entretanto, outros produtos feitos de chocolate também contêm cacau, em quantidades variadas, como é o caso de achocolatados e bombons.

Chocolates com metais pesados

O relatório traz a lista de chocolates com os níveis de metais pesados elevados (ou seja, mais de 100% que o permitido):

  • Chocolate amargo Sam's Choice (Walmart): 118% para cádmio
  • Chocolate amargo Divine: 120% para chumbo
  • Chocolate amargo Evolved: 149% para cádmio e 236% para chumbo
  • Chocolate amargo Perugina 70% cacau: 314% para chumbo
  • Chocolate amargo Perugina 85% cacau: 539% para chumbo
  • Cookies de chocolate Good & Gather (Target): 102% para chumbo
  • Snacks de chocolate Hu: 121% para chumbo
  • Cacau em pó Droste: 324% para chumbo
  • Cacau em pó Hersheys: 125% para chumbo
  • Mistura para chocolate quente Nestlé: 108% para chumbo
  • Mistura para chocolate quente Trader Joe's: 112% para chumbo
  • Mistura para chocolate quente Starbucks: 159% para chumbo
  • Mistura para chocolate quente Great Value (Walmart): 345% para chumbo
  • Mistura para brownie Ghirardelli: 108% para chumbo
  • Mistura para bolo Bob's Red Mill: 218% para chumbo
  • Mistura para bolo Simple Mills: 127% para chumbo
Continua após a publicidade

Como os metais "entram" no chocolate?

A investigação da Consumer Reports indica que o chumbo e o cádmio entram no cacau de diferentes formas. No caso do cádmio, parece que a planta do cacau o retira do solo. O chumbo, no entanto, pode ser depositado nos grãos de cacau após a colheita, potencialmente a partir da poeira e do solo, à medida que os grãos secam ao ar livre.

"Esses metais são encontrados nos sólidos do cacau, que, com a manteiga de cacau, constituem o chocolate. É por isso que produtos ricos em sólidos de cacau, como chocolate amargo e cacau em pó, tendem a ser mais ricos em metais pesados", diz o relatório.

Chumbo e cádmio fazem mal para a saúde

Continua após a publicidade

Os especialistas responsáveis por essa análise alertam que a exposição a metais pesados ​​é de maior preocupação em crianças e durante a gravidez, porque podem danificar o cérebro e o sistema nervoso, causando atrasos no desenvolvimento, problemas de aprendizagem e comportamento.

Ainda assim, os adultos também podem sentir efeitos negativos. A exposição frequente ao chumbo tem sido associada à supressão do sistema imunológico, problemas reprodutivos, danos renais e hipertensão.

"Quando ingeridas, grandes quantidades de cádmio podem irritar gravemente o estômago e causar vômitos e diarreia. A inalação de altos níveis de cádmio danifica os pulmões das pessoas e pode causar a morte", anuncia o CDC (Centers for Disease Control and Prevention, órgão de saúde dos EUA).

Continua após a publicidade

"A exposição a baixos níveis de cádmio no ar, nos alimentos, na água e, particularmente, no fumo do tabaco, ao longo do tempo, pode acumular cádmio nos rins e causar doenças renais e ossos frágeis. O cádmio é considerado um agente causador de câncer", completa o órgão.

Já o envenenamento por chumbo pode ser difícil de detectar, e os sinais e sintomas geralmente não aparecem até que quantidades perigosas se acumulem. Os sinais e sintomas de envenenamento por chumbo incluem atraso no desenvolvimento em crianças, irritabilidade, perda de apetite, perda de peso, lentidão e fadiga, dor abdominal, vômito, constipação e até convulsões.

Anteriormente, vimos que o chumbo gera mais mortes e perdas de QI do que se pensava, por isso é tão importante ficar alerta a essa análise sobre metais pesados em chocolates.

Fonte: Consumer Reports, CDC, Mayo Clinic