Mato Grosso do Sul e São Paulo vacinaram mais de 50% da população contra covid

Mato Grosso do Sul e São Paulo vacinaram mais de 50% da população contra covid

Por Fidel Forato | Editado por Luciana Zaramela | 20 de Setembro de 2021 às 19h30
Alexstand/Envato Elements

Após o início da vacinação nacional contra o coronavírus SARS-CoV-2 em janeiro deste ano, o Brasil registra os primeiros estados que vacinaram, de forma completa — duas doses ou imunizante de dose única —, mais de 50% da sua população. No domingo (19), o mais novo estado a alcançar essa porcentagem foi São Paulo. Na última quinta-feira (16), Mato Grosso do Sul ultrapassou a marca contra a covid-19.

De acordo com os dados coletados pelo Consórcio de Veículos de Imprensa, Mato Grosso do Sul já vacinou de forma completa 52,5% da população e 66,43% recebeu pelo menos uma dose. Já em São Paulo, 50,37% da população está totalmente vacinada contra a covid-19 e 80,94% iniciou o esquema vacinal.

Em postagem nas redes sociais em que comemora o marco, o governo de São Paulo lembra a importância das pessoas que já receberam uma dose da vacina contra a covid-19 em retornarem ao posto de vacinação para completar o esquema vacinal. "Se você já tomou a primeira dose, não deixe de retornar para completar o esquema vacinal", afirmou.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Vale observar que ambos os estados estão bastante acima da média nacional, que está em 37,95%. Agora, é possível que o próximo estado a ultrapassar a porcentagem de 50% da população imunizada seja o Rio Grande do Sul. Na última atualização, a região contava com 43,87% de imunizados. 

Para alcançar esses indicadores de imunização, os estados brasileiros adotam quatro vacinas contra a covid-19: a Covishield (AstraZeneca/Oxford/Fiocruz); a CoronaVac (Sinovac/Butatan); a ComiRNAty (Pfizer/BioNTech); e a fórmula da Janssen (Johnson & Johnson).

Até quanto será necessário usar máscara?

Máscaras ainda são necessárias, mesmo com o avanço da vacinação (Imagem: Reprodução/Twenty20photos/Envato Elements)

Os indicativos de vacinação contra a covid-19 são bastante positivos em todo o país, no entanto, ainda há uma circulação significativa do agente infeccioso pelo país. Dessa forma, medidas de prevenção devem ser respeitadas por todos, incluindo os que receberam as duas doses ou o imunizante de dose única. Isso significa que evitar aglomerações, manter o distanciamento social, adotar o uso de máscaras e de álcool em gel são práticas fundamentais para manter a saúde. Estas medidas devem prevalecer por um período ainda.

Por outro lado, já foi verificado que as vacinas, quando aplicadas de forma massiva, podem representar a queda no número de hospitalizações e controle da doença. O estudo do Instituto Butantan, em Serrana, no interior de São Paulo, apontou para a necessidade de se imunizar pelo menos 75% da população para cortar a transmissão do coronavírus.

Na cidade de Serrana, a vacina CoronaVac foi usada em praticamente toda a população adulta e as mortes em decorrência do coronavírus caíram em 95%. Este é o indicativo de que, conforme a vacinação avança no país, como é possível ver no exemplo de Mato Grosso do Sul e em São Paulo, mais tranquila —  e segura — será a retomada.

Fonte: Com informações: G1  

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.