Publicidade

IA usa radiografia para diagnosticar doenças do coração

Por| Editado por Luciana Zaramela | 10 de Julho de 2023 às 13h24

Link copiado!

Alexandru Acea/Unsplash
Alexandru Acea/Unsplash

Em estudo publicado na revista científica The Lancet Digital Health na última semana, pesquisadores da Osaka Metropolitan University, no Japão, descreveram a descoberta de uma inteligência artificial (IA) que classifica funções do coração e identifica com precisão a doença cardíaca valvular, apartir de uma radiografia de tórax simples.

Na prática, a doença cardíaca valvular é frequentemente diagnosticada por ecocardiografia. Enquanto isso, a radiografia de tórax é um dos exames mais comuns para identificar doenças, principalmente dos pulmões. Embora o coração também seja visível no raio-x, pouco se sabia até então sobre a capacidade das radiografias de tórax em detectar função ou doença cardíaca, e a nova inteligência artificial age justamente a partir de radiografias de tórax.

Para fazer a IA funcionar, a equipe coletou dados de um total de 22.551 radiografias de tórax associadas a 22.551 ecocardiogramas. Ao todo, quase 17 mil pacientes foram envolvidos. O modelo foi treinado para aprender recursos que conectam ambos os conjuntos de dados.

Continua após a publicidade

IA identifica doenças do coração

Conforme sugerem os estudos, a tecnologia foi capaz de categorizar precisamente seis tipos selecionados de doença cardíaca valvular, que por sua vez consiste no mal funcionamento de uma das quatro válvulas cardíacas que mantêm normal o fluxo de sangue na direção adequada através do coração.

Alguns casos exigem a cirurgia cardíaca valvular como um procedimento para tratar a condição. As doenças valvulares cardíacas mais comuns com necessidade de cirurgia são a doença da válvula Aórtica e a doença da válvula Mitral.

Continua após a publicidade

“Levamos muito tempo para chegar a esses resultados, mas acredito que seja uma pesquisa significativa. Além de melhorar a eficiência dos diagnósticos médicos, o sistema também pode ser utilizado em áreas onde não há especialistas, em emergências noturnas e para pacientes com dificuldade de fazer ecocardiografia", afirmam os pesquisadores responsáveis pelo artigo científico.

Cardiologia: um assunto tech

Anteriormente, conseguimos provar que a cardiologia pode ser um assunto tech: um exemplo de inovação dentro da cardiologia é o programa TeleCardio, uma ferramenta de suporte avançada desenvolvida para facilitar a tomada de decisão frente a pacientes em situações de emergências cardiológicas extremamente frequentes no dia a dia do pronto-socorro.

Não faltam aplicativos voltados a auxiliar as pessoas a obter informações sobre a cardiologia. A própria Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), por exemplo, tem seu aplicativo próprio, onde reúne em um só local as principais publicações.

Continua após a publicidade

E como vimos agora, a IA também tem se tornado uma aliada da cardiologia. Resta esperar pelos próximos estudos, voltados a ajudar cada vez mais na qualidade de vida dos pacientes.

Fonte: The Lancet Digital Health, Osaka Metropolitan University