Ganho de peso tem relação com tipo de alimento, e não com quantidade, diz estudo

Ganho de peso tem relação com tipo de alimento, e não com quantidade, diz estudo

Por Nathan Vieira | Editado por Luciana Zaramela | 15 de Setembro de 2021 às 17h30
Armando Ascorve Morales/Unsplash

Pesquisadores da nutrição sugerem, em um novo estudo, que o ganho de peso está mais relacionado ao tipo de alimento consumido, e não necessariamente à quantidade.

O estudo diz que muitos dos problemas de obesidade no mundo são causados ​​pela ingestão de alimentos em excesso com alta carga glicêmica ou de alimentos que são digeridos fácil e rapidamente, já que assim aumentam instantaneamente os níveis de açúcar no sangue. Esses alimentos geralmente contêm carboidratos altamente processados ​​e podem resultar em respostas hormonais, dizendo ao corpo para armazenar mais calorias na forma de gordura.

Ganho de peso tem relação com tipos de alimentos e não quantidade, diz estudo (Imagem: Haseeb Jamil/Unsplash)

Os pesquisadores acrescentam que reduzir o consumo de carboidratos de digestão rápida que inundaram o suprimento de alimentos durante a era da dieta com baixo teor de gordura diminui o impulso para armazenar gordura corporal. “Como resultado, as pessoas podem perder peso com menos fome e luta”, escrevem os autores do estudo.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Eles ressaltam, no entanto, que existem muitas evidências que mostram que cortar calorias pode desempenhar um papel importante na perda de peso. Até mesmo os autores deste estudo reconhecem que mais pesquisas são necessárias em cada modelo antes que qualquer conclusão forte possa ser feita de qualquer maneira. O estudo pode ser encontrado aqui.

Fonte: Futurism

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.