Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Folha de boldo é alternativa sustentável ao papel higiênico

Por| Editado por Luciana Zaramela | 23 de Abril de 2024 às 13h49

Link copiado!

Maurício Uchôa Bruttos/Pixabay
Maurício Uchôa Bruttos/Pixabay

Esqueça o famoso chá de boldo! Na busca por alternativas mais sustentáveis e baratas ao tradicional papel higiênico, há um movimento de pessoas que trocam as folhas duplas (ou triplas) por folhas de boldo in natura, sem nenhum processo de industrialização. É o que já acontece em alguns locais do continente africano e dos Estados Unidos. No entanto, a substituição também envolve a questão do acesso aos produtos básicos de higiene.

"A Plectranthus barbatus é o papel higiênico africano. Muitos jovens hoje em dia desconhecem essa planta, mas ela tem potencial para ser uma alternativa, amiga do ambiente, ao papel higiênico", afirma Martin Odhiambo, pesquisador e fitoterapeuta do Museu Nacional do Quênia, para a BBC. "Pode ser o futuro papel higiênico", reforça.

Embora seja “estranha” a proposta de usar a folha de boldo, esta iniciativa dá um novo uso à espécie originária da África e da Índia, conhecida por suas propriedades medicinais. Na América Latina, o boldo-do-chile (Peumus boldus) é mais recorrente. Ambas as espécies podem ser encontradas no Brasil, caso alguém se interesse pela proposta.

Continua após a publicidade

Usos da folha de boldo

Com folhas verdes acinzentadas, o boldo é usado por comunidades tradicionais para os mais diversos fins há centenas de anos, especialmente na medicina tradicional hindu e ayurvédica. No entanto, o uso do vegetal não se limita a esses grupos e pode ser observado até no Brasil.

"A maioria dos usos [da espécie de boldo Plectranthus barbatus] é para distúrbios intestinais e fadiga hepática, distúrbios respiratórios, doenças cardíacas e certos distúrbios do sistema nervoso central", afirmam pesquisadores da Universidade Livre de Berlim, em artigo para a revista Planta Medica.

Aqui, é importante destacar que estudos emergentes apontam para possíveis usos das propriedades do boldo também na medicina convencional. Por exemplo, os óleos essenciais extraídos têm importante atividade antimicrobiana.

Fora do uso medicinal, os boldos são cultivados para outros fins. Por exemplo, a espécie é plantada nas encostas para evitar a erosão do solo e pode ser usada até como fonte de alimento. "No Quênia, as folhas macias e aveludadas são usadas como lenços higiênicos", destacam os autores, o que valida a nova proposta de serem uma substituta ao papel higiênico.

Substituto do papel higiênico

Substituir o papel higiênico pela planta é bastante simples, segundo os defensores da proposta. Isso porque as folhas de um boldo adulto têm, em média, o tamanho de um quadrado de papel higiênico industrial. Então, no banheiro, a ideia é se limpar com o vegetal e jogá-lo na privada, na hora da descarga. Um dos diferenciais é o cheiro parecido com o da menta, que é liberado com a fricção.

Nos EUA, um dos defensores da proposta é Robin Greenfield, conhecido por ser ativista ambiental. Atualmente, ele cultiva cerca de 100 pés de boldo em um viveiro na Flórida e usa parte dessas folhas para se limpar, quando vai ao banheiro, há 5 anos.

Continua após a publicidade

"Há muitas pessoas que associam o uso da planta como papel higiênico à pobreza, mas devo lembrá-los que, quando usam papel higiênico industrial, continuam usando plantas. A diferença é que elas apenas têm uma indústria ao lado delas", pontua Greenfield.

Apesar de todas as questões positivas para o meio ambiente, é preciso afirmar que Greenfield é uma das pessoas que escolheu cultivar o seu próprio papel higiênico, sendo que poderia comprar um papel com folhas triplas no supermercado, caso desejasse.

Em alguns pontos da África, com o encarecimento do papel higiênico, a situação é diferente, já que, para alguns indivíduos, esta é uma das únicas alternativas de limpeza. Isso levanta outras questões, como acesso aos produtos de higiene básica e até ao saneamento básico, temas diretamente relacionados com a saúde da população.

Continua após a publicidade

Fonte: BBC e Planta Medica