Publicidade

Fiocruz destaca evidências científicas da cannabis medicinal

Por| Editado por Luciana Zaramela | 19 de Abril de 2023 às 18h37

Link copiado!

Twenty20photos/Envato Elements
Twenty20photos/Envato Elements

Nesta quarta-feira (19), a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) divulgou uma nota técnica destacando as evidências científicas da cannabis medicinal encontradas até o momento. O documento ainda reforça a necessidade de se avançar no desenvolvimento de pesquisas no Brasil.

Anteriormente, o Canaltech chegou a levantar algumas verdades sobre a cannabis medicinal que você precisa saber, e a nota da Fiocruz chega para reforçar essa conscientização. Conforme afirma a instituição, um número crescente de pesquisas aponta para o potencial terapêutico de canabinoides, entre eles o canabidiol (CBD) e o delta-9-tetrahidrocanabinol (THC), para diferentes condições clínicas e enfermidades.

A Fiocruz reforça que algumas pesquisas são conclusivas em apontar a segurança e eficácia dos canabinoides na redução de sintomas e melhora do quadro de saúde para aspectos como:

Continua após a publicidade
  • Dor crônica
  • Espasticidade
  • Transtornos neuropsiquiátricos
  • Náusea
  • Vômito
  • Perda do apetite

Evidências científicas da cannabis medicinal

Segundo a nota, a potencial segurança e eficácia do uso terapêutico dos canabinoides vem sendo pesquisadas para dezenas de outras condições. Destacam-se: "sintomas associados ao Transtorno do Espectro Autista (TEA); atividade anticancerígena em determinados processos tumorais; síndrome do intestino irritável; doença de Huntington; esclerose lateral amiotrófica; artrite reumatoide; doenças metabólicas e cardiovasculares; síndrome de Tourette; distonia; demência e glaucoma".

O Canaltech está no WhatsApp!Entre no canal e acompanhe notícias e dicas de tecnologia

O grupo reforça que “é indispensável assegurar uma regulamentação abrangente e eficiente, que viabilize a produção, prescrição e o acesso gratuito e universal, pelo Sistema Único de Saúde (SUS), a uma ampla gama de formas farmacêuticas da cannabis e derivados, sempre respaldadas por evidências sólidas de segurança e eficácia terapêutica”.

Fonte: Agência Fiocruz