Paciente com variante Ômicron pode ter infectado 22 em festa em SP

Paciente com variante Ômicron pode ter infectado 22 em festa em SP

Por Fidel Forato | Editado por Luciana Zaramela | 17 de Dezembro de 2021 às 17h30
jcomp/Freepik

Sem saber do seu diagnóstico, um paciente contaminado pela variante Ômicron (B.1.1.529) do coronavírus SARS-CoV-2 esteve em uma festa na cidade de São Paulo e pode ter causado um evento de superespalhamento. Até o momento, a prefeitura da capital identificou 22 pessoas diagnosticadas com covid-19. Os testes para descobrir qual é a cepa da infecção ainda estão em andamento.

No total, a prefeitura monitora 90 pessoas que estivaram no mesmo evento que o paciente contaminado pela Ômicron. Além disso, o paciente teve contato próximo com outras nove pessoas, e sete delas foram infectadas pela nova variante.

Em festa, paciente contaminado pela variante Ômicron pode ter transmitido o vírus para outras 22 pessoas (Imagem: Reprodução/Twenty20photos/Envato)

Prefeitura de SP monitora caso da Ômicron em festa

"Das 90 pessoas [presentas na festa] que nós estamos acompanhando, 22 testaram positivo para a covid-19. Elas passam bem, não estão sintomáticos. O sequenciamento genômico desses 22 casos está em curso, neste momento, para que a gente possa apresentar o resultado", contou o secretário municipal da Saúde de São Paulo, Edson Aparecido, em entrevista à TV Globo na quinta-feira (16).

O sequenciamento genômico das amostras desses 22 pacientes é feito pelo Hospital Albert Einstein e o resultado deve ser divulgado nos próximos dias. É possível que a infecção tenha ocorrido em outros locais frequentados pelos indivíduos, já que ainda não é possível confirmar a relação.

"Nós fizemos um primeiro monitoramento de [outras] nove pessoas que tiveram contato com aquela pessoa. Dessas nove, sete tiveram sequenciamento positivo para a variante Ômicron", detalhou Aparecido sobre os resultados que já foram confirmados.

Segundo o secretário, o caso acende um sinal de alerta para as festas de fim de ano. "A pandemia não passou. Ainda há a necessidade do uso das máscara e evitar as aglomerações. É importante também participar de eventos familiares onde todas as pessoas estejam vacinadas e apresentem o passaporte da vacina", completou.

Fonte: G1  

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.