SAIU O RESULTADO DO SORTEIO DO PRÊMIO CANALTECH!CONFERIR
Publicidade

Este é o menor câncer do mundo, segundo o Guinness World Records

Por| Editado por Luciana Zaramela | 03 de Maio de 2023 às 10h34

Link copiado!

Spectral/Envato
Spectral/Envato

Nos Estados Unidos, a equipe médica da Oregon Health & Science University (OHSU) identificou o menor câncer do mundo, medindo apenas 0,65 milímetros. A descoberta do tumor extremamente diminuto e quase invisível ao olho nu foi reconhecida pelo Guinness World Records na segunda-feira (1).

Além de entrar para o livro dos recordes, o relato de caso do menor tumor do mundo foi detalhado na revista científica Dermatology Practical & Conceptual. No artigo, é descrito como a equipe médica identificou a pequena mancha hiperpigmentada na bochecha de Christy Staats, de 61 anos, como um câncer.

Qual é o tipo do menor tumor do mundo?

Continua após a publicidade

Medindo apenas 0,65 milímetros, os médicos classificam o menor tumor do mundo como um melanoma de pequeno diâmetro. Este tipo de câncer é encontrado exclusivamente na camada superior da pele e se origina a partir dos melanócitos, ou seja, as células que produzem a melanina. Por isso, tendem a ser pigmentados.

Segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA), são estimados 8,9 mil novos casos de câncer melanoma no Brasil para este ano, o que corresponde a um risco de 4,13 a cada 100 mil habitantes. Quando diagnosticado precocemente, como ocorreu em Staats, as chances de cura são altíssimas.

"O principal fator de risco para todos os tipos de câncer de pele é a radiação ultravioleta, que induz a lesões no DNA. O dano produzido pelas radiações é cumulativo. Para o câncer de pele melanoma, merecem destaque ainda as radiações ultravioletas não naturais, como lâmpadas e camas solares, e a exposição aos bifenilos policlorados [um tipo de composto químico proibido no Brasil]", afirma o INCA.

Continua após a publicidade

Como foi detectado o menor câncer do mundo?

Como ocorre na maioria dos casos de câncer de pele — inclusive, o ator Hugh Jackman compartilhou recentemente uma suspeita do tipo —, o paciente busca auxílio médico após identificar uma mancha estranha no corpo. Este também foi o caso de Staats, que apresentava uma quase imperceptível mancha vermelha na bochecha.

Para identificar o menor câncer do mundo, a equipe da OSHU usou uma combinação da dermatoscopia — um tipo de exame feito em casos de lesões de pele com um dermatoscópio, que amplia a área (zoom) — e da microscopia confocal de reflexão. Esta é uma ferramenta de imagem que auxilia no diagnóstico e no monitoramento de lesões de pele, sem a necessidade de qualquer corte (incisão). Agora, eles recomendam a estratégia como um novo protocolo para a identificação precoce de tumores na pele.

Fonte: Dermatology Practical & ConceptualOHSU e INCA