Braço direito ou esquerdo? Onde a vacina deve ser aplicada e por quê?

Braço direito ou esquerdo? Onde a vacina deve ser aplicada e por quê?

Por Nathan Vieira | Editado por Luciana Zaramela | 21 de Janeiro de 2022 às 08h30
microgen/Envato

A vacina se tornou um dos principais assuntos nesses últimos anos, desde a ascensão da pandemia. Com isso, questionamentos básicos vieram à tona, como: por que o imunizante deve ser aplicado no braço? Em qual deles? Para dar um esclarecimento definitivo a essas dúvidas pertinentes, o Canaltech conversou com a enfermeira Danielle Sellmer, mestre em Tecnologia em Saúde e professora da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR).

Segundo a especialista, a Organização Mundial da Saúde (OMS) e, por consequência, o Ministério da Saúde, adotam o braço direito para a realização de vacinas para que seja possível acompanhar alguma possível reação adversa. Isso não só com o imunizante da covid-19, como outras vacinas também.

O protocolo é que, no mundo inteiro, a aplicação de um imunizante aconteça em um músculo específico do ombro e do terço superior do braço, chamado deltoide. De qualquer forma, a recomendação é clara: "O braço precisa ficar relaxado para que a técnica seja menos dolorosa", diz a professora.

"A gente pode fazer pequenos volumes no braço, no músculo deltoide, de até 2,5 ml – e geralmente as vacinas são em volume bem inferior a isso. Sempre no braço direito em função de que, caso ocorra alguma reação adversa, possamos identificar que ela tem relação com a vacina e não com alguma outra medicação", explica a enfermeira. Danielle ainda aponta que, quando se precisa aplicar mais de uma vacina no mesmo dia, existe um protocolo de onde deve ser feita cada uma delas, e isso fica registrado no sistema de cada município.

A vacina só pode ser aplicada no braço?

Especialista esclarece questões sobre vacina (Imagem: gpointstudio/envato)

Durante esta campanha de vacinação contra a covid-19, a cidade de Joinville (Santa Catarina) se destacou por aplicar o imunizante no músculo do ventroglúteo, que está próximo ao glúteo, o que levantou ainda mais questões acerca do local do corpo que pode receber a dose.

A enfermeira aponta que o braço não é o único lugar do corpo propício para tomar uma vacina. "Qualquer vacina poderia ser aplicada no glúteo, na coxa, não tem problema do ponto de vista do conteúdo da vacina — não vai fazer diferença nenhuma na absorção. Vai absorver e vai fazer o mesmo efeito. A única razão de se aplicar no braço direito é em função de protocolo", afirma.

E por falar em protocolo, a enfermeira conta que a vacinação contra covid-19 tem uma ordem pré-estabelecida de preferências quanto a locais para se vacinar. "A sequência é: braço direito, se não for possível, parte-se para braço esquerdo, depois coxa direita e coxa esquerda ou glúteo. Não faz nenhuma diferença o local de aplicação da vacina, o importante é registar o local de aplicação no sistema para poder acompanhar algum possível processo inflamatório", conclui.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.