COVID-19 | Pesquisadores planejam vacina que "engana" organismo; entenda

Por Nathan Vieira | 22 de Abril de 2020 às 14h51

Com a pandemia da COVID-19 pesquisadores ao redor do mundo todo estão buscando uma solução, principalmente quando se trata de vacinas e remédios. Uma equipe de cientistas está trabalhando em uma vacina experimental que "engana" seu sistema imunológico para aumentar a resistência à doença em questão.

A ideia ainda se encontra em fase de planejamento, mas basicamente consiste em inserir material genético no organismo de um paciente para produzir pequenas partículas semelhantes ao vírus. O pesquisador e especialista em produtos farmacêuticos da Universidade de Waterloo, Roderick Slavcev, explica que vacina baseada em DNA seria administrada de forma não invasiva como um spray nasal que fornece nanomedicamentos projetados para imunizar e diminuir infecções por COVID-19. Em fase inicial, o projeto da vacina ainda não foi aprovado.

Slavcev e sua equipe estão tentando descobrir como projetar essas partículas semelhantes a vírus para que  pareçam uma versão inofensiva que simula o SARS-CoV-2. Se eles resolverem as outras etapas deste desafio, o sistema imunológico do paciente pode entrar em ação e criar resistência ao verdadeiro coronavírus.

Pesquisadores pensam vacina que invade e engana organismo

Assim como um vírus invade suas células, "sequestra" seu material genético e as obriga a produzir mais cópias do original, espera-se que esta vacina automatize a produção dessas partículas para se preparar para combater o coronavírus real. A principal diferença entre esse tipo de vacina baseada em DNA e a tradicional é que ela depende das células da pessoa para criar o vírus simulado, em vez de apenas expô-las a uma versão inerte do vírus real.

"A genética pessoal só tem a ver com a forma como a vacina é apresentada", diz Slavcev em entrevista ao veículo norte-americano Futurism, sobre a decisão de desenvolver uma vacina baseada em DNA. "Há alguma variação entre indivíduos e populações, mas, neste caso, o DNA serve apenas para melhorar a resposta imune e imitar uma infecção viral o mais próximo possível para estimular a resposta imune mais eficaz".

Fonte: Futurism

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.