Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Covid-19: FDA apoia criação de vacina contra subvariante XBB.1.5

Por| Editado por Luciana Zaramela | 16 de Junho de 2023 às 13h46

Link copiado!

FabrikaPhoto/Envato
FabrikaPhoto/Envato

Em painel realizado na última quinta-feira (15), a Food and Drug Administration — FDA, agência de saúde dos EUA — declarou apoio à criação da vacina contra a subvariante XBB.1.5 do SARS-CoV-2. Pfizer, Moderna e Novavax estão envolvidas, mas já deixaram claro que precisam de tempo para a produção do que se estima ser dezenas de milhões de doses.

Ainda assim, as fabricantes em questão já estão desenvolvendo versões de suas respectivas vacinas visando XBB.1.5 e outras subvariantes atualmente em circulação. Os dados pré-clínicos de todas as três foram apresentados na reunião.

"O fato de que a maioria dos fabricantes está pronta para trabalhar com XBB.1.5 é um motivo a mais para selecionar esta cepa ou variante, dados os dados imunológicos", afirma o presidente da reunião, Arnold Monto.

Continua após a publicidade

O painel de 21 membros recomendou por unanimidade que os fabricantes visassem a variante mais dominante do coronavírus. A agência havia dito anteriormente que esperava avançar para uma vacina anual contra o vírus, mas o painel não envolveu nenhum cronograma sobre a frequência com que os adultos deveriam receber novas vacinas ou a quais populações deveria ser oferecida a vacina mais recente.

"Acho que é disso que trata a discussão de hoje. Oferecer a melhor proteção durante um período em que pensamos que teremos uma diminuição da imunidade", menciona Peter Marks, chefe de vacinas da FDA.

Do ponto de vista do chefe de vacinas da agência, as estações mais frias podem trazer “uma maior evolução do vírus”.

A FDA espera fazer uma recomendação mais oficial aos fabricantes de vacinas em breve, e também declarou que deseja que os fabricantes estudem as novas fórmulas e apresentem dados à agência. Se as aprovações forem concedidas, o CDC (Centers for Disease Control and Prevention) aconselhará os provedores de saúde sobre quais faixas etárias devem receber a vacina.

Subvariante XBB.1.5

A origem da subvariante XBB.1.5 está na XBB, que surgiu em setembro do ano passado no Reino Unido. Na época, conseguia ultrapassar o sistema imunológico com maior eficiência, mas não tinha a capacidade de infectar células humanas tão bem.

No entanto, XBB.1.5 contornou essa falha, ao adquirir uma mutação chamada de F486P, que devolve a capacidade de ligação celular junto à habilidade de escape imunológico, infectando humanos e se espalhando com uma facilidade incrível. A teoria é que essa subvariante surgiu de um indivíduo infectado por duas cepas diferentes da ômicron.

Continua após a publicidade

Vale dizer que, apesar das vantagens infecciosas, a comunidade científica não mostra preocupação sobre a gravidade. As pessoas mais vulneráveis à covid-19 continuam sendo as que mais sofrem maiores riscos com a subvariante XBB.1.5.

XBB.1.5 no Brasil

No dia 5 de janeiro deste ano, a Dasa (rede de saúde integrada) divulgou a identificação do primeiro caso da subvariante XBB.1.5 no Brasil. A cepa da ômicron foi traçada a um paciente de Indaiatuba, no interior de São Paulo, e teria sido coletada ainda em novembro de 2022.

Fonte: Reuters, The New York Times