Publicidade

Arcturus: conheça os sintomas da nova variante da covid-19

Por| Editado por Luciana Zaramela | 24 de Abril de 2023 às 17h18

Link copiado!

Twenty20photos/Envato Elements
Twenty20photos/Envato Elements

No Reino Unido, nos Estados Unidos e no Canadá, uma nova variante da covid-19 começa a se disseminar: a Arcturus, conhecida oficialmente como XBB.1.16. Identificada pela primeira vez na Índia, a cepa causa um sintoma até agora incomum: a conjuntivite em crianças. Tirando a condição que afeta os olhos, os outros sintomas já são conhecidos pelos médicos e pela população, como febre e tosse.

Na última atualização da Organização Mundial da Saúde (OMS), compartilhada em abril, a cepa Arcturus já era identificada em 33 países. Por causa da disseminação, os cientistas da organização classificaram a cepa como uma Variante de Interesse (VOI). Além da XBB.1.16, a outra VOI sob monitoramento é a XBB.1.5, conhecida como Kraken.

O que sabemos sobre a variante Arcturus da covid-19?

Continua após a publicidade

“O perfil [da Arcturus] é semelhante às subvariantes anteriores da Ômicron”, afirma Hannah Newman, do Lenox Hill Hospital, nos EUA, para o site Healthline. No entanto, a pesquisadora destaca que uma mutação adicional na proteína Spike (S), na membrana viral, pode aumentar a sua capacidade de infecção e sua patogenicidade quando comparada com as outras cepas.

Apesar das mutações, a cepa não representa um novo risco global na concepção da OMS e nem deve ganhar o status de Variante de Preocupação (VOC) — o nível mais alto de alerta para cepas da covid-19. A última vez que alguma variante recebeu este título foi a Ômicron original, no final de 2021. Desde então, a entidade não considera que nenhuma mutação tenha provocado alterações significativas nas cepas do vírus e, por isso, todas as novas seguem sob o guarda-chuva da Ômicron.

“Tomadas em conjunto, as informações disponíveis não sugerem que XBB.1.16 tenha risco adicional à saúde pública em relação a XBB.1.5 e outras linhagens descendentes de Ômicron atualmente em circulação”, pontua a OMS. No entanto, a Arcturus pode se tornar dominante em alguns países e causar algum aumento na incidência de casos, devido a sua capacidade de escape imunológico.

O Canaltech está no WhatsApp!Entre no canal e acompanhe notícias e dicas de tecnologia

Quais são os sintomas da nova variante da covid-19?

Na concepção de William Schaffner, professor da Vanderbilt University, nos EUA, a nova variante parece produzir, na maioria das vezes, manifestações comuns a outras cepas da covid-19. No momento, a Arcturus também não foi associada com formas mais graves da doença.

A seguir, confira a lista de sintomas mais comuns da nova variante:

  • Febre alta;
  • Tosse;
  • Coriza;
  • Conjuntivite ou irritação nos olhos.
Continua após a publicidade

Entre as diferenças, Schaffner destaca a questão da febre ser mais alta, em média, que as outras variantes. Anteriormente, alguns pacientes podiam não ter febre — a questão de pacientes assintomáticos com a Arcturus ainda é desconhecida.

“Outra coisa ainda mais distinta é que, principalmente em crianças, [a nova cepa] tem tendência a produzir conjuntivite, que é a inflamação da parte externa do olho”, afirma Schaffner. O sintoma atípico, mas não inédito, foi identificado inicialmente pelos médicos indianos, onde casos da variante surgiram primeiro.

Como se prevenir da variante Arcturus?

Newman explica que “as medidas para prevenir a covid-19 permanecem as mesmas com a subvariante Arcturus”. Neste caso, os pacientes devem receber o ciclo primário das vacinas e, quando disponíveis, as doses de reforço específicas para a variante Ômicron. Além disso, o uso de máscaras em ambientes com baixa circulação de ar continua a ser uma importante estratégia de prevenção.

Continua após a publicidade

Fonte: Healthline e OMS