Coronavírus consegue atacar sistema hormonal, o que pode explicar casos graves

Coronavírus consegue atacar sistema hormonal, o que pode explicar casos graves

Por Fidel Forato | Editado por Luciana Zaramela | 22 de Novembro de 2021 às 18h01
Fusion Medical Animation/Unsplash

Na busca por compreender os efeitos e complicações do vírus da covid-19 no organismo, pesquisadores da Alemanha e da Suíça descobriram que o coronavírus SARS-CoV-2 também pode infectar, diretamente, as glândulas adrenais e, consequentemente, o sistema hormonal dos pacientes. Outros estudos já verificaram a presença do agente infeccioso no cérebro humano, por exemplo.

Publicado na revista científica The Lancet, o novo estudo identificou a presença do material genético do vírus da covid-19 em mais da metade das glândulas adrenais de pessoas analisadas que faleceram em decorrência da infecção. No total, foram verificadas 40 amostras do tecido, coletadas na Alemanha e na Suíça. Segundo os pesquisadores, 53% delas continham sinais do coronavírus.

Pesquisadores identificaram que o vírus da covid-19 pode afetar diretamente o sistema hormonal dos pacientes (Imagem: Reprodução/Kjpargeter/Freepik)

Risco da covid para o sistema hormonal

No organismo, as glândulas adrenais — também chamadas de suprarrenais — respondem pela principal fonte de glicocorticoides. Estes são conhecidos por serem hormônios esteroides naturais do corpo e têm funções anti-inflamatórias, o que ajuda a impedir a sepse — um quadro marcado pela inflamação generaliza e comum em casos graves da covid-19.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Inclusive, os pesquisadores afirmam, no artigo, que "os pacientes com insuficiência adrenal pré-existente são aconselhados a dobrarem suas doses de suplementação de glicocorticoides após o desenvolvimento de formas moderadas a mais graves da covid-19".

Além disso, o estudo ainda sugere que o comprometimento das glândulas adrenais pode contribuir com a lenta recuperação de alguns pacientes que foram gravemente infectados pelo coronavírus. Isso porque alguma disfunção nas adrenais pode afetar o equilíbrio do organismo, já que também são responsáveis pela produção de outros hormônios, como adrenalina, cortisol, noradrenalina e testosterona.

Sistema hormonal e os coronavírus

Antes mesmo da covid-19, a ciência sabe que as glândulas adrenais podem ser alvos de ataques de bactérias e vírus. No caso dos coronavírus, já foi relatada que elas podem ser contaminadas pelo vírus SARS-CoV, causador de uma epidemia entre os anos de 2002 e 2004, na Ásia.

Em comum, tanto o SARS-CoV e o SARS-CoV-2 compartilham os mesmos receptores usados para invadir células saudáveis nas glândulas adrenais. "Nosso estudo mostra que a glândula adrenal é um alvo proeminente para a infecção viral e dano celular subsequente, o que poderia desencadear uma predisposição para disfunção adrenal", explicam os autores.

"Ainda não está claro se essas alterações contribuem diretamente para a insuficiência adrenal observada em alguns pacientes com a covid-19 ou levam a suas complicações (como a pós-covid). Grandes estudos clínicos multicêntricos devem abordar essa questão", completam, sobre a necessidade de outras pesquisas sobre o tema.

Fonte: The Lancet  

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.