CEO de empresa de criogenia tenta roubar tanques com humanos congelados

CEO de empresa de criogenia tenta roubar tanques com humanos congelados

Por Natalie Rosa | Editado por Luciana Zaramela | 14 de Setembro de 2021 às 20h40
harmonynotapathy/Pixabay

Uma mulher é acusada de tentar roubar os restos humanos da própria empresa de criogenia na Rússia, KrioRus, onde é CEO. De acordo com a imprensa estrangeira, Valeria Udalova comanda a companhia ao lado do ex-marido e fundador, Danila Medvedev, e a tentativa de roubo aconteceu após desentendimentos entre o casal.

A criogenia é uma prática que consiste no congelamento do corpo a uma temperatura que, se houver a tecnologia necessária em um futuro distante, permite que haja o descongelamento e, então, a reanimação. São poucos lugares que oferecem este tipo de serviço, e um deles está localizado na Rússia. A empresa conta com 81 corpos humanos congelados, além de 47 animais, e cerca de 500 pessoas já assinaram contratos para serem congeladas após a morte.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

O marido contou à imprensa local que a esposa tentou embalar diversos tanques isolados a vácuo e transportar para um caminhão, contando com a ajuda de um guindaste. A ação, no entanto, foi interrompida pela polícia. Os conflitos entre o casal começaram há alguns anos e, em 2019, Udalova abriu outra empresa de criogenia, relatando ser a única proprietária, fazendo com que Medvedev entrasse com vários processos judiciais contra a nova empresa. A ex-esposa disse que planejou o roubo por cerca de três meses, mas diz que, na verdade, "não se tratou de um crime, pois ela também tem propriedade sobre os tanques".

Fonte: Futurism

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.