CDC desmente Nicki Minaj: vacinas contra COVID-19 não geram impotência sexual

CDC desmente Nicki Minaj: vacinas contra COVID-19 não geram impotência sexual

Por Nathan Vieira | Editado por Luciana Zaramela | 15 de Setembro de 2021 às 12h30
Reprodução/Instagram

Na última segunda-feira (13), um tuíte de Nicki Minaj polemizou. Na ocasião, a cantora sugere que as vacinas contra COVID-19 podem causar impotência sexual. Mas nesta quarta (15), o próprio Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos EUA desmentiu a afirmação.

"Meu primo em Trinidad não vai tomar a vacina porque um amigo dele tomou e ficou impotente. Seus testículos ficaram inchados. Seu amigo estava a semanas de se casar, agora a garota cancelou o casamento. Então, apenas ore sobre isso e certifique-se de que você está confortável com sua decisão", escreveu a artista em sua conta do Twitter:

Em resposta, o CDC disse o seguinte: “Não há evidências de que as vacinas, incluindo as da COVID-19, causem problemas de fertilidade masculina”.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

(Imagem: FabrikaPhoto/Envato Elements)

Os especialistas relembram que as vacinas mais comuns em uso nos EUA, que são as da Pfizer e da Moderna, contêm mRNA e não o vírus vivo. Logo, as vacinas de mRNA não alteram o DNA do seu corpo e não há meios plausíveis para a vacina causar impotência ou inchaço dos testículos.

Fonte: Huffpost

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.