Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Caso de peste bubônica é confirmado nos EUA

Por| Editado por Luciana Zaramela | 09 de Julho de 2024 às 15h59

Link copiado!

CreativeNature_nl/Envato Elements
CreativeNature_nl/Envato Elements

As autoridades de saúde dos EUA confirmaram, nesta terça-feira (9), um caso de peste bubônica no Condado de Pueblo, no estado do Colorado. Até o momento, não foram compartilhados detalhes sobre o estado de saúde do paciente com “peste negra” e nem a idade. 

A investigação sobre o caso de peste bubônica é coordenada pelo Departamento de Saúde Pública e Meio Ambiente do Colorado. Em nota, as autoridades explicaram que ainda buscam identificar a possível fonte de transmissão da bactéria Yersinia pestis.

Muito possivelmente, o paciente norte-americano foi infectado após a picada de uma pulga contaminada. Os ratos (os "reservatórios" da doença) são muito importantes nesta forma de disseminação, ainda mais quando se considera que a transmissão entre humanos é rara.

Continua após a publicidade

O que é peste bubônica?

Causada por uma bactéria mortal que vive principalmente em roedores, a peste bubônica pode provocar uma variedade de sintomas. Segundo as autoridades de saúde dos EUA, os indicadores mais comuns são:

  • Febre e calafrios;
  • Dor de cabeça intensa;
  • Dores musculares;
  • Náusea e vômito;
  • Mal-estar generalizado;
  • Inchaço dos gânglios linfáticos, que crescem ao ponto de se parecerem com "ovos", nas regiões da axila, do pescoço e da virilha. 

Quando a peste não é tratada imediatamente, o paciente ainda pode apresentar hemorragia cutânea, o que provoca um escurecimento das extremidades do corpo e também gangrena. Dependendo do caso, a condição provoca a morte do paciente.

No entanto, a doença não é mais letal, quando se considera o tratamento precoce. Este deve ser iniciado ainda na fase da suspeita, antes dos resultados dos exames médicos. Basicamente, consiste na administração de antibióticos. 

Histórico da peste bubônica

Embora a peste bubônica tenha causado a morte de dezenas de milhões de pessoas na Europa durante o século XIV, essa infecção bacteriana é bem menos letal atualmente. Entretanto, isso não significa que ela tenha sido dizimada.  

Continua após a publicidade

Em média, os EUA identificam cerca de sete casos de peste em humanos todos os anos, quase sempre nos estados do Arizona e do Novo México. O último grande surto ocorreu entre os anos de 1924 e 1925 em Las Vegas, no estado de Nevada.

E o Brasil?

"A peste continua sendo potencialmente perigosa em diversas partes do mundo”, lembra o Ministério da Saúde, em artigo. No entanto, não são registrados casos nacionais da doença desde o ano de 2005. Este último caso foi registrado na cidade de Pedra Branca, no Ceará.

Fonte: Condado de Pueblo, Ministério da Saúde