Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Câncer de próstata | Toque retal não é melhor forma de diagnóstico precoce

Por| Editado por Luciana Zaramela | 10 de Março de 2023 às 14h41

Link copiado!

Romankosolapov/Envato
Romankosolapov/Envato

O diagnóstico precoce de câncer de próstata é normalmente associado com o exame de toque, também conhecido como toque retal. No entanto, esta pode não ser a melhor alternativa para identificar tumores em estágios iniciais na região, segundo estudo alemão. Outras alternativas já são conhecidas, como o PSA (Antígeno Prostático Específico) — um tipo de exame de sangue

Vale explicar que, durante exame digital retal, o médico analisa a próstata do paciente com um dedo, buscando algum inchaço incomum ou caroços no reto. Possíveis alterações devem ser investigadas já que podem ser um indício do câncer de próstata. Além do toque retal e do PSA, o médico também pode recorrer a um ultrassom ou ressonância magnética, mas o diagnóstico só é fechado após a biópsia.

Por que o exame de toque pode não ser a melhor opção para o diagnóstico precoce?

Continua após a publicidade

Coordenado por pesquisadores do Centro Alemão de Pesquisa do Câncer (DKFZ), o estudo Probase acompanhou 46,4 mil homens com mais de 45 anos, entre os anos de 2014 e 2019. Do total de voluntários, alguns passaram por um exame de toque retal e outros realizaram apenas o PSA como forma de triagem para a doença ao longo dos anos.

Após analisar os dados, o PSA demonstrou ser mais eficaz no diagnóstico precoce. “Os resultados que vimos do estudo Probase mostram que o teste de PSA aos 45 anos detectou quatro vezes mais cânceres de próstata”, afirma Agne Krilaviciute, cientista do DKFZ e principal autora do estudo, em comunicado.

Para explicar o porquê dos resultados, Krilaviciute sugere que "o exame de toque retal simplesmente pode não ser sensível o suficiente para detectar esses cânceres em estágio inicial”. Nos estágios iniciais, as alterações da próstata podem ser muito pequenas e o tecidos pode não ter endurecido ao ponto de ser sentido na hora do toque.

Este estudo sobre o melhor método de triagem de casos de câncer de próstata foi apresentado, pela primeira vez, durante o Congresso Anual da Associação Europeia de Urologia, que aconteceu nesta semana na Itália. Em breve, a pesquisa completa será publicada em uma revista científica.

Fonte: Associação Europeia de Urologia