Beber café antes de fazer compras te deixa propenso a gastar mais

Beber café antes de fazer compras te deixa propenso a gastar mais

Por Nathan Vieira | Editado por Luciana Zaramela | 22 de Junho de 2022 às 20h50
SkyNextphoto/Envato

Beber café antes de fazer compras te deixa propenso a gastar mais. A informação vem de um estudo publicado na revista científica Journal of Marketing. Para chegar a isso, uma equipe de cientistas forneceu café grátis a 300 pessoas na entrada de uma loja, e compararam seus recibos com os de indivíduos que não beberam nenhuma xícara.

No experimento, os compradores que beberam café gastaram uma média de US$ 28,91 (o equivalente a R$ 149,70 e compraram uma média de 2,16 itens. Em comparação, as outras pessoas do estudo tiveram um gasto médio de US$ 15,59 (R$ 80,7) em uma média de 1,45.

O café não influenciou apenas no gasto, mas também na qualidade dos itens que foram comprados: quem tomou a bebida se mostrou mais propenso a gastar em itens não essenciais (como velas e fragrâncias, por exemplo) do que o outro grupo.

Por que o café deixa propenso a comprar mais?

Se não está fazendo sentido, calma: os pesquisadores têm uma teoria que justifica a relação entre o café e a compra compulsiva. Acontece que a cafeína, como poderoso estimulante, libera dopamina no cérebro. Trata-se de um dos neurotransmissores, e é produzida em uma região do tronco cerebral, mais especificamente no mesencéfalo (uma estrutura responsável por algumas funções como a visão, audição, movimento dos olhos e movimento do corpo).

A dopamina está relacionada à habilidade motora e ao processamento de recompensa, e a liberação causada pelo café leva a um estado energético mais alto, que por sua vez aumenta a impulsividade e diminui o autocontrole. “Como resultado, a ingestão de cafeína leva à impulsividade de compras em termos de maior número de itens comprados e maiores gastos”, concluem os autores.

Beber café antes de fazer compras deixa a pessoa propensa a gastar mais (Imagem: DragonImages/Envato)

Os pesquisadores montaram outro experimento em um laboratório e receberam resultados semelhantes, desta vez em relação às compras online: dividiram 200 alunos de escolas de administração entre indivíduos que consumiram café com cafeína e descafeinado e pediram que escolhessem quais itens comprariam de uma lista pré-selecionada de 66 opções.

Na prática, aqueles que consumiram cafeína foram mais propensos a escolher itens relacionados a compras impulsivas, como um massageadores, enquanto o outro grupo selecionou itens mais práticos, como cadernos.

“Embora quantidades moderadas de ingestão de cafeína possam trazer benefícios positivos para a saúde, pode haver consequências não intencionais de consumir café durante as compras. Os consumidores que tentam controlar os gastos impulsivos devem evitar consumir antes de comprar", finaliza o estudo.

Fonte: Journal of Marketing via IFL Science 

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.