Apneia do sono acelera o envelhecimento, mas tratamento adequado pode reverter

Apneia do sono acelera o envelhecimento, mas tratamento adequado pode reverter

Por Nathan Vieira | Editado por Luciana Zaramela | 13 de Março de 2022 às 10h00
twenty20photos/envato

A apneia do sono acelera o envelhecimento, mas o tratamento adequado pode reverter essa situação, segundo um artigo publicado na revista científica European Respiratory Journal. Para isso, os pesquisadores utilizaram um algoritmo que mede a idade biológica de uma pessoa ao analisar amostras de sangue.

O artigo menciona que vários fatores podem acelerar o envelhecimento, como poluição, tabagismo ou má alimentação, e a ideia da equipe foi analisar o caso de 16 adultos diagnosticados com apneia do sono para entender o impacto na aceleração da idade durante um período de um ano. Os pacientes ainda receberam um tratamento com aparelho gerador de fluxo de ar (CPAP, do inglês continuous positive airway pressure) por um ano.

Os resultados indicam que níveis mais baixos de oxigênio causados pela apneia durante o sono promoveram uma aceleração da idade biológica. No entanto, os pacientes que aderiram ao tratamento com o aparelho CPAP tiveram uma "desaceleração" desse processo.

Segundo o artigo, essa "reversão" do envelhecimento causado pela apneia do sono está diretamente relacionada ao uso do dispositivo por pelo menos quatro horas por noite. No entanto, os próprios pesquisadores reconhecem que ainda não está claro como essa aceleração da idade biológica afeta os resultados clínicos dos pacientes.

Apneia do sono

Apneia do sono acelera o envelhecimento, mas tratamento adequado pode reverter a situação, segundo estudo (Imagem: Rawpixel/Envato)

A apneia do sono é um distúrbio em que caracterizado por ruídos e interrupções repetitivas na respiração. Os principais são: apneia obstrutiva do sono, que é a forma mais comum e ocorre quando os músculos da garganta relaxam; a apneia central do sono, que ocorre quando o cérebro não envia sinais adequados para os músculos que controlam a respiração; e a síndrome da apneia do sono complexa, que é uma junção das duas.

Os principais sintomas da apneia são:

  • Ronco alto
  • Falta de ar durante o sono
  • Despertar com a boca seca
  • Dor de cabeça matinal
  • Dificuldade em permanecer dormindo
  • Sonolência diurna excessiva
  • Dificuldade em prestar atenção enquanto está acordado
  • Irritabilidade

Para casos mais leves de apneia do sono, o médico pode recomendar apenas mudanças no estilo de vida, como perder peso ou parar de fumar, mas se o quadro for moderado ou grave, certos dispositivos podem ajudar a abrir uma via aérea bloqueada. Em casos ainda mais intensos, uma cirurgia pode ser necessária.

Fonte: European Respiratory Journal, University of Missouri, Mayo Clinic, NHS

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.