Alopecia: a doença que levou Will Smith a brigar por sua esposa no Oscar

Alopecia: a doença que levou Will Smith a brigar por sua esposa no Oscar

Por Fidel Forato | Editado por Luciana Zaramela | 28 de Março de 2022 às 11h27
CDC/Susan Lindsley

Na cerimônia do Oscar 2022, o ator Will Smith viralizou ao dar um tapa na cara do apresentador da edição, o humorista Chris Rock. O motivo da briga: um "comentário" sobre a doença que Jada Pinkett Smith, esposa de Will, tem. A atriz norte-americana raspa a cabeça e adota o novo visual desde o ano passado, porque é portadora de uma condição que leva a queda capilar, a alopecia areata.

No caso de Jada Smith, a alopecia é causada por uma doença autoimune e não tem cura, ou seja, não se trata de uma escolha pessoal usar o cabelo raspado. Somente, no final do ano passado é que a atriz falou pela primeira vez do seu diagnóstico e, desde então, encara a doença inflamatória que provoca a queda dos fios.

No final da noite — no mínimo, polêmica —, Will Smith ainda levou para casa a estatueta de Melhor Ator por seu papel em King Richard: Criando Campeãs. No Brasil, o ex-big brother Lucas Penteado (BBB 2021) já revelou ter alopecia areata.

O que é alopecia?

Vale explicar que a alopecia é um dos principais problemas relacionados à perda de cabelo ou pelo e que afeta tanto mulheres quanto homens. A condição pode ter diferentes causas, como questões genéticas, doenças sistêmicas ou processos inflamatórios.

No caso de Jada Smith, ela apresenta alopecia areata. "Esta é uma doença autoimune que faz com que o cabelo caia em uma ou mais regiões, formando pequenas manchas. A causa desta condição é desconhecida, embora seja mais comum em pessoas que têm outras doenças autoimunes", explica a Harvard Medical School.

De forma geral, a condição começa a se manifestar quando o sistema imunológico ataca o próprio corpo. Nesse processo, as células ao redor do folículo capilar também são atacadas e novos fios não conseguem mais crescer. "Isso costuma causar falhas em formatos arrendados não apenas no couro cabeludo, como na barba, cílios e sobrancelhas", de acordo com a Pfizer.

Apesar da areata ser a forma mais conhecida de alopécia, existem outros tipos. "Quando o mesmo processo causa perda total de cabelo do couro cabeludo é conhecido como alopecia totalis", comenta a Harvard Medical School. Outro tipo ainda é a androgenética, que causa o afinamento dos fios e, consequentemente, leva à calvície

Vale explicar que o quadro que leva à perda de cabelo, independente do tipo, não é contagioso. Além da questão estética, a condição não representa riscos para a saúde e somente é marcada pela perda de cabelo.

O que causou a alopecia de Jada Smith?

De forma geral, a alopecia areata está associada com alguns fatores genéticos, reações no sistema imunológico causadas por micro-organismos e estresse. Algumas doenças autoimunes, como lúpus e vitiligo, podem ter relação.

Will Smith brigou no Oscar após piada sobre a alopecia de sua esposa (Imagem: Reprodução/Seventyfourimages/Envato Elements)

Em cada paciente, o grau da alopecia pode variar e uma série de diferentes fatores pode tornar a condição mais ou menos intensa. "Entre os fatores desencadeantes ou agravantes da alopecia areata estão crises emocionais, traumas físicos e quadros infecciosos. Por isso, os especialistas recomendam algumas medidas que podem ajudar no controle da doença, como reduzir o estresse, pois as crises agudas podem estar associadas a períodos de problemas no trabalho ou na família", explica a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD).

Existe tratamento?

Quando a alopecia é causada por fatores genéticos, não existem formas eficazes de prevenção, além de controlar fatores emocionais. Além disso, este tipo da doença não tem cura, o que significa que o paciente precisa aprender a lidar com ela. Por outro lado, existem tratamentos que podem ajudar o indivíduo a pelo amenizar a condição. Nesse caso, o ideal é procurar um médico dermatologista.

Fonte: Harvard Medical School, Cleveland Clinic, SBD e Pfizer      

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.