7 canais no YouTube recomendados por especialistas para fazer exercícios em casa

Por Nathan Vieira | 05 de Maio de 2020 às 14h45
Pexels
Tudo sobre

YouTube

Saiba tudo sobre YouTube

Ver mais

Quando se fala em isolamento social, é indiscutível que o papel da internet tem sido o de uma aliada por inúmeros motivos diferentes. É o caso, por exemplo, dos canais no YouTube, que proporcionam diversos conteúdos responsáveis por entreter e informar. Com as academias fechadas e sem poder sair, a única saída para manter a saúde física e cuidar do corpo é fazer exercícios em casa mesmo. Com isso em mente, muitos canais de fato têm investido em trazer esse assunto, ajudando o público a descobrir novos métodos de exercícios, dando dicas e tudo o mais.

Em contrapartida, quando se trata de algo tão delicado quanto a nossa saúde, todo o cuidado é pouco. Por isso, o Canaltech conversou com alguns especialistas para obter recomendações de canais que sejam responsáveis e que de fato têm propriedade para ajudar as pessoas com os exercícios.

Rafael Kanitz Braga, coordenador do curso de Educação Física da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR), explica que a prática de exercícios físicos em casa está relacionada à estratégia de manter o equilíbrio do metabolismo energético, ou seja, equilibrar a ingestão alimentar e o gasto calórico. "Precisamos nos movimentar para manter o metabolismo energético equilibrado", afirma.

Cuidados ao procurar exercícios no YouTube

Questionado sobre quais cuidados se precisa ter ao procurar canais no YouTube para fazer os exercícios, o educador físico afirma que está relacionado à busca de um canal de proposta de exercício físico que seja mantido por um profissional de educação física ou por uma equipe multiprofissional (educador físico, terapeuta, médico de esporte e outros profissionais de saúde). "O exercício físico é igual remédio, que tem o medicamento correto e uma dosagem adequada para uma patologia específica. O exercício físico funciona da mesma forma, pois são avaliadas questões como perfil antropométrico, as comorbidades, restrições", explica Rafael. "A partir disso é criada uma periodização de exercício para que os objetivos sejam alcançados. Se os exercícios forem realizados com uma periodização, volume, intensidade ou modalidade equivocadas, o praticante pode ser prejudicado", acrescenta.

A educadora física Letícia Marchetto, proprietária do Studio Lets Pilates, orienta verificar se aquele exercício está adequado ao seu nível de condicionamento, prestar atenção nos acessórios solicitados e cuidar da preparação: "Veja qual é o principal objetivo desse exercício e, se você for iniciante, escolha exercícios que tenham poucos objetivos, poucas complexidades, para que você consiga se adaptar bem a ele e não fazer errado, porque quando fazemos no Youtube, não temos um instrutor verificando se estamos fazendo certou ou não. Por isso, assista mais de uma vez antes de executar".

Letícia ainda instrui a não fazer exercício logo depois de comer ou mesmo em jejum se você não é acostumado, e ter sempre uma garrafa com aguá ao seu lado para que você possa se hidratar. "Verifique o espaço que você tem ao seu redor. Se for necessário, mude os móveis de lugar para que você ganhe espaço e não bata em algum objeto sem querer. Se tiver um tapetinho de pilates, um colchonete ou um Mat de Yoga, é excelente. Se não tiver, coloque uma toalha para você separar seu corpo do chão ou, se quiser, faça exercícios que não exijam que você vá para o chão. Se você for fazer saltos, continue usando tênis", indica a educadora.

O fisioterapeuta Alexandre Nuno, parceiro da HTM Eletrônica, pioneira na fabricação de equipamentos de reabilitação física, também recomenda ter cuidado: "Escolha bem o canal. Evite acompanhar esses blogueiros que não têm formação. Porque o que acontece é que muitas vezes o exercício tem particularidades que infelizmente acabam passando despercebidas. Então primeira coisa é procurar um profissional de educação física ou fisioterapia que tenha formação e experiência nisso, que aí fica mais fácil executar o exercício". Os especialistas indicaram alguns canais para acompanhar e fazer exercícios em casa nessa quarentena:

Letícia Marchetto

A própria educadora física que entrevistamos tem um canal, e está com uma série atualmente chamada Quarentreina, que é focada justamente nos exercícios em casa. "O meu canal Letícia Marchetto é voltado para o Pilates e também para as acrobacias aéreas. Estamos com uma nova série chamada QuarenTREINA, com vídeos curtos mostrando o que é possível fazer em casa para preparar o corpo para o retorno às acrobacias aéreas. Os vídeos diferenciam exercícios que são para praticantes inciantes, intermediários e avançados, bem como exercícios bons para todos os níveis", aponta.

Queima Diária

O canal Queima Diária foi indicado tanto por Letícia, que diz: "O Canal Queima Diária também é excelente,tem muitos treinadores e classifica o exercício por nível", quanto por Rafael, que explica: "Uma plataforma segura para ser utilizada para exercícios em casa. Existem vários profissionais de educação física que estabelecem práticas de exercícios e ginástica para diferentes objetivos (aumentar a força, flexibilidade, diminuir massa corporal gorda, etc)".

Henn Pilates

O canal Henn Pilates também é indicado nessa quarentena. "Para quem busca exercícios de fortalecimento sem essa pegada de alta intensidade e com muita consciência do movimento, o Canal da Ivana Henn explica com bastante consistência a execução de cada exercício e de uma forma bem didática", aponta Letícia.

Py Flores

O canal de Py Flores, professor da PUC Paraná, é voltado à educação física e à fisioterapia, e os vídeos trazem não apenas informações sobre o corpo em si, como também exercícios que podem ser feitos em casa, com base em pilates, por exemplo. "O Py Flores é professor universitário. O canal dele é sobre informações de desenvolvimento humano e também a exercícios físicos de diversas modalidades", aponta Rafael Kanitz Braga, que recomenda o canal em questão.

Marcio Lui

O educador físico Marcio Lui tem se destacado pelos exercícios para fazer em casa, com vídeos como "treinos para fazer com filhos", por exemplo. O profissional é o responsável pelo treino de celebridades como Sabrina Sato e Adriane Galisteu, Alessandra Ambrósio e Mariana Goldfarb.

Além de ser formado em Educação física, Marcio se especializou em Psicologia e também Reabilitação Motora, onde começou a trabalhar com reabilitação de amputados e ginástica laboral. Em 2005 passou a atuar como Personal. Questionado sobre como escolher um conteúdo adequado de exercícios, Marcio aponta: "Primeiramente, é preciso saber se você já pratica ou não atividades físicas. Caso seja uma pessoa sedentária, procure treinos mais leves e/ou fazer numa intensidade menor. O importante é sempre respeitar os seus limite".

Xtreme 21

Indicado pela educadora física Letícia e pelo fisioterapeuta Alexandre, o canal Xtreme 21 é voltado principalmente para quem já está acostumado com exercícios e pretende fazer algo mais intenso. No entanto, Rafael alerta: "Nesse momento de pandemia, os exercícios de alta intensidade acabam debilitando o nosso sistema imunológico. A partir do momento que você se expõe, sem condicionamento, a uma atividade de alta intensidade, é aberta uma janela de 72 horas de suprimento do sistema imunológico para depois ocorrer uma compensação. Não é o momento de querer resolver o ano em um mês. O indicado é começar com atividades de baixa e moderada intensidade até ser criado o condicionamento para ser expor a atividades mais rigorosas".

Sérgio Bertoluci

O treinador físico Sérgio Bertoluci tem um canal com exercícios que também seguem uma linha um pouco mais intensa, e foi recomendado pela educadora Letícia: "O mais legal é que a atividade física em casa, especialmente nesse o período que estamos vivendo, não traz benéficos só para o corpo. Ela faz com que você volte a atenção para a saúde, para o cuidado consigo mesmo, para se reconectar com você e também para liberar energia", aponta a especialista.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.