Segundo trimestre em baixa faz LG Display rever meta de investimento até 2020

Por Carlos Dias Ferreira | 25 de Julho de 2018 às 14h35
photo_camera Reprodução
TUDO SOBRE

LG

A LG Display Co Ltd. anunciou nesta quarta-feira (25) uma revisão em seus planos de investimento para os próximos dois anos. Embora a meta inicial da companhia envolvesse injetar US$ 2,7 bilhões até 2020, um segundo trimestre consecutivo de perdas levou ao enxugamento forçado.

Em relatório oficial de rendimentos, a empresa diz ter sofrido, sobretudo, pela queda seguida nos preços dos painéis LCD, que ainda representam uma parcela considerável dos negócios, a despeito do foco atual em telas OLED. Além disso, o documento menciona também perdas em exportações por conta da atual guerra fiscal travada entre EUA e China – com imposições de tarifas de importação e quotas restritivas levantadas de tempos em tempos pelos dois países.

Nem mesmo o acordo recentemente firmado com a Apple para o fornecimento de telas para os futuros iPhones parece ter sido suficiente para contrabalançar a tendência. Entretanto, os “três ou quatro milhões de painéis OLED” a serem incorporados na próxima geração do iPhone devem estar garantidos, fazendo com que a LG Display ocupe o posto atualmente pertencente à Samsung como maior fornecedora de telas OLED da Maçã; de fato, o crescimento da companhia deve retomar um ritmo normal depois de 2020.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Trimestres baixos da LG Display não devem afetar fornecimento de telas OLED para próximos iPhone. (Imagem: reprodução/Apple).

As notícias sobre atrasos de produção envolvendo a LG começaram a circular em abril, com impacto direto sobre a diversificação pretendida pela Apple. O anúncio do novo fornecimento para “um futuro iPhone” surgiria dois meses depois, embora ainda não se saiba se os displays serão incorporados no modelo 2018 ou 2019 do smartphone.

BOE Technology de olho no iPhone

Enquanto isso, a BOE Technology, atual fornecedora de telas para os MacBooks, parece estar particularmente interessada em fornecer também os painéis OLED para o iPhone. Entretanto, isso não deve ocorrer antes de 2020 – momento em que os investimentos da LG devem ser normalizados, conforme mencionado.

A LG Display é fornecedora de longa data da Apple. Além de prover as telas 4K e 5K para o iMac, a fabricante divide com a Samsung o fornecimento para o Apple Watch, respondendo também pela fabricação de displays para o iPad. Resta agora saber como a reestruturação financeira da companhia deve afetar seu relacionamento com a Maçã, principalmente no longo prazo.

Fonte: Reuters

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.