LG Mobile tem perdas operacionais de US$ 172 milhões durante segundo trimestre

Por Carlos Dias Ferreira | 26 de Julho de 2018 às 16h50
Tudo sobre

LG

A LG Electronics divulgou nesta quinta-feira (26) seus resultados financeiros para o segundo trimestre de 2018. Embora os resultados globais da companhia sejam razoavelmente positivos, a LG Mobile apresentou um novo trimestre de vendas baixas e prejuízos.

Em números, o braço de telefonia móvel do conglomerado sul-coreano apresentou perdas operacionais de US$ 172 milhões entre os meses de abril e junho de 2018. Trata-se de um prejuízo 47% superior ao apresentado durante o mesmo período de 2017 (US$ 117 milhões), ou 35,4% acima das perdas registradas durante o primeiro trimestre deste ano.

Os resultados se devem em grande medida às vendas da divisão pelo mundo, que também encolheram, fechando o período com receita de US$ 1,92 milhões – 19,7% abaixo dos US$ 2,39 bilhões apresentados no ano passado.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Segundo a companhia, a questão aí foi o “crescimento lento do mercado global de smartphones”, além do baixo desempenho dos aparelhos intermediários e de entrada na América Latina e de gastos excessivos com publicidade dos atuais flagships da marca – LG G7 ThinQ e V35 ThinQ. De fato, a companhia espera que as vendas dos seus smartphones topo de linha levem à tão necessária retomada de lucros da divisão de celulares.

De acordo com a LG, campanhas de publicidade onerosas envolvendo os novos modelos flagships pesaram no orçamento do segundo trimestre. (Imagem: reprodução/LG).

Compensação de perdas

De forma geral, a LG Mobile vem sendo carregada por setores mais lucrativos dentro da própria LG Electronics – que, por sua vez, é parte da empresa-mãe LG Corporation. E o mesmo vale para o negócio de peças de reposição automobilísticas da empresa. Afinal, as vendas e lucro operacional da Electronics aumentaram 3,2% e 16,1% durante o segundo trimestre, respectivamente.

“A lucratividade consistente das aplicações domésticas e das soluções em ar condicionado e afins – além dos produtos Premium de entretenimento – compensaram o segundo trimestre de perdas operacionais dos componentes veiculares e das comunicações mobile”, expressou a companhia em seu relatório.

Outra divisão da LG que anda dando seus tropeços é a LG Display. A despeito dos acordos de fornecimento firmados com a Apple, a divisão de telas e monitores tem apresentado atrasos de produção e perdas em vendas devido ao encolhimento da demanda por displays LCD. Também com dois trimestres seguidos de prejuízo, a divisão anunciou recentemente um corte nos seus investimentos de US$ 2,7 bilhões planejados para até 2020.

Fonte: LG Electronics

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.