Divisão de celulares da Sony registra lucro em 12 meses após 4 anos de quedas

Por Diego Sousa | Editado por Wallace Moté | 28 de Abril de 2021 às 12h50
Divulgação/Sony

A Sony divulgou nesta quarta-feira (28) seus resultados financeiros durante o ano fiscal de 2020 e no primeiro trimestre de 2021. A divisão de celulares da empresa, que vinha registrando prejuízos há mais de cinco anos, teve lucros relativamente animadores ano a ano, embora a venda de aparelhos não tenha sofrido muitas mudanças.

Entre abril de 2020 e março de 2021, a Sony revelou que o setor mobile registrou um lucro de 27,67 bilhões de inenes (JPY), o equivalente a R$ 1,3 bilhão em conversão direta para a nossa moeda. Foi a primeira vez desde o ano fiscal de 2017 que a Sony reportou lucros em sua divisão de smartphones em 12 meses. Apesar disso, o número de smartphones vendidos no período foi de 2,9 milhões, menor que os 3,2 milhões de 2019.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

O resultado positivo pode ser explicado pela estabilidade nas vendas durante o ano passado, sem contar com a redução de custos na produção dos aparelhos — atualmente, a empresa possui apenas uma linha de aparelhos premium e o inédito intermediário Xperia 10 III com suporte à rede 5G.

Já durante os primeiros três meses de 2021, a marca japonesa vendeu 400 mil celulares Xperia, um resultado de estabilidade em relação ao mesmo período de 2020, porém bem menor que os valores dos últimos três meses de 2020, quando foram vendidas 1 milhão de unidades, e os 600 mil de aparelhos vendidos durante o terceiro trimestre, também do ano passado.

(Imagem: Divulgação/Sony)

Embora os números de 2020 tenham sido relativamente positivos, um novo ano fiscal já começou e a luta continua. No primeiro trimestre deste ano, a divisão de aparelhos já perdeu 14,12 bilhões de ienes, aproximadamente R$ 700 milhões em conversão direta, apesar das receitas aumentarem de JPY 70,3 bilhões (R$ 3,49 bi) para JPY 74,1 bilhões (R$ 3,68 bi).

Tanto a Sony quanto seus investidores devem olhar os números com otimismo, mas não podemos esquecer de mencionar que os valores ainda são muito menores quando comparados com cinco anos atrás, quando a empresa vendia cerca de 10 milhões de smartphones.

Atualmente, a Sony não atua mais no mercado brasileiro, e mantém presença apenas nos Estados Unidos, Japão e alguns países da Europa. Os últimos lançamentos da empresa foram os topo de linha Xperia 1 III e 5 III, além do intermediário Xperia 10 III. Eles trazem especificações bem interessantes, como telas de até 4K, processador Qualcomm Snapdragon 888 e câmeras com apelo profissional. Confira todos os detalhes na nossa matéria completa abaixo:

Fonte: Sony  

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.