Por que o WhatsApp vai parar de funcionar em alguns celulares?

Por Ariane Velasco | 13 de Janeiro de 2020 às 21h30
Reprodução
Tudo sobre

WhatsApp

Saiba tudo sobre WhatsApp

Ver mais

Que o WhatsApp vai parar de funcionar este ano nós já sabemos. Você muito provavelmente não terá com o que se preocupar, uma vez que a ferramenta só irá desaparecer de smartphones que já estão com software defasado há anos. Nestes aparelhos, o aplicativo não oferecerá mais suporte para algumas versões do Android e também do iOS. Por isso, se a versão do sistema que você usa é antiga, é melhor ficar de olho.

A justificativa dada pelo Facebook (dono do WhatsApp desde 2014), é que a iniciativa tem como finalidade a garantia de segurança para os usuários do WhatsApp, uma vez que sistemas antigos são mais difíceis de serem protegidos devido à ausência de atualizações. No entanto, mesmo sendo por uma boa causa, a decisão deverá afetar milhões de pessoas.

WhatsApp vai parar de funcionar em alguns celulares

O WhatsApp não será removido desses smartphones, mas deixará, aos poucos, de realizar determinadas funções. Além disso, a ausência de atualizações de software também o tornará cada vez mais vulnerável. Atualmente, o mensageiro oferece suporte para as versões do Android a partir do 4.0.3 Ice Cream Sandwich, e para o iOS 9 ou superior. Além disso, o sistema KaiOS 2.5.1, utilizado em smartphones mais básicos, também possui suporte para o mensageiro.

Em quais celulares o WhatsApp vai parar de funcionar?

Até agora, o WhatsApp confirmou que encerrará este ano o suporte para o Android 2.3.7 Gingerbread e todas as versões anteriores do software. Isso inclui smartphones que foram fabricados em 2011 ou em anos anteriores, bem como os que jamais foram atualizados para o Android 4.0.

No que diz respeito ao iOS, o WhatsApp vai parar de funcionar para todos os iPhones rodando o iOS 8 ou versões anteriores do sistema, o que certamente irá impactar a vida de muitas pessoas, uma vez que isso engloba o iPhone 4, o iPhone 3GS, o iPhone 5 e modelos mais antigos, que não receberam atualização para o iOS 9. Estima-se que a quantidade de pessoas que ainda utilizam esses aparelhos é de 63 milhões.

Usuários do Windows Phone, por sua vez, já iniciaram 2020 sem acesso às funcionalidades do WhatsApp. O aplicativo parou de funcionar no dia 1º de janeiro para aparelhos Nokia, Samsung e de outras marcas que utilizavam o sistema operacional da Microsoft.

Qual é o prazo para o WhatsApp parar de funcionar?

Usuários de smartphones com um software defasado terão até o dia 1º de fevereiro para trocar de celular ou atualizar seu software (caso seja possível). O prazo vale para quem já tinha o aplicativo instalado, uma vez que ele não poderá mais ser encontrado na Play ou App Store desde o anúncio da desativação. Vale reforçar, conteúdo, que o WhatsApp não garante o funcionamento integral do aplicativo.

Descubra a seguir a versão do software de seu smartphone e evite que o WhatsApp pare de funcionar:

Android

Para descobrir a versão do software de um Android, basta acessar o menu “Sobre o telefone” e selecionar “Versão Android”. Caso seu celular seja Samsung, toque em “Informações do software” para fazer a verificação.

Checando a versão de software do Android (Captura de tela: Ariane Velasco)

iPhone

Se você usa um iPhone, vá até “Ajustes” e encontre o menu “Geral > Sobre”. Depois, verifique o sistema em “Versão do software”.

Verifique a versão do software de seu iPhone (Imagem: Reprodução/Apple)

É importante lembrar, novamente, que o WhatsApp não irá parar de funcionar para todos os modelos de smartphones antigos, somente os que foram fabricados em 2012 ou anos anteriores. O Galaxy S3, por exemplo, embora antigo, possui Android acima do 4.0 e continuará rodando o aplicativo normalmente. Além disso, iPhones a partir do 5S também estão seguros desde que tenham sido devidamente atualizados para o iOS 9.

Você sabia desta mudança? O que pensa sobre ela? Compartilhe sua opinião com a gente nos comentários.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.