Twitter volta atrás e desiste de dificultar acesso ao cronológico

Twitter volta atrás e desiste de dificultar acesso ao cronológico

Por Alveni Lisboa | Editado por Douglas Ciriaco | 15 de Março de 2022 às 09h11
Claudio Schwarz

O Twitter desistiu de implantar a linha do tempo gerenciada por algoritmos como padrão em vez de respeitar a opção do usuário pela modalidade com algoritmos ou em ordem cronológica. A proposta gerou reação negativa do público e fez com que a rede social do passarinho retrocedesse em sua decisão.

A mudança foi liberada primeiro no iOS, na semana passada, e depois no Android, mas a comunidade rejeitou a ideia. Em uma publicação oficial, o Twitter disse ter ouvido o apelo das pessoas para facilitar os tuítes mais recentes antes. "Trouxemos a linha do tempo de volta e removemos a experiência com guias enquanto exploramos outras opções", disse o perfil de suporte.

Logo quando a rede anunciou a mudança, as críticas se iniciaram com intensidade. O feed com atualizações mais recentes é o favorito para muitas pessoas porque dá um ar de frescor à plataforma. Isso é fundamental para quem usa a rede para se informar com notícias de última hora, como no caso da guerra entre Ucrânia e Rússia, ou para acompanhar a rotina de algum influenciador digital.

Posts algorítmicos

A principal crítica ao uso de algoritmos na exibição de publicações é a limitação de conteúdos visualizados. Os robôs são programados para exibir textos, fotos e vídeos com base nos acessos recentes do usuário, portanto há o risco de se criar uma "bolha repetitiva", uma espécie de looping dos mesmos conteúdos, como ocorre no Instagram e no TikTok. Isso faz com que posts de seus amigos próximos ou familiares com baixa ou nenhuma interação sejam deixados de lado em favor de grandes perfis.

Embora o Twitter não houvesse removido a guia de posts recentes, o acesso se tornaria mais burocrático e poderia atrapalhar quem somente quer checar rapidamente os últimos fatos. Toda vez que o app era fechado e reaberto, seria preciso trocar de guias para ver a ordem cronológica.

A resposta do perfil oficial da rede, contudo, dá a entender que o Twitter ainda planeja trazer a indesejada mudança na linha do tempo no futuro. Se houver uma forma simples de controlar melhor a experiência do usuário, então não há problema em trazê-la. Se a plataforma insistir em forçar o uso "goela abaixo", aí sim a reação negativa pode trazer prejuízos para a audiência de uma das redes sociais mais populares do mundo.

Fonte: Twitter Support  

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.