Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

TikTok volta a exibir músicas de artistas da Universal Music

Por| Editado por Douglas Ciriaco | 02 de Maio de 2024 às 10h54

Link copiado!

Olivier Bergeron/Unsplash
Olivier Bergeron/Unsplash
Tudo sobre TikTok

As músicas de artistas da Universal Music Group (UMG) estão de volta ao TikTok: a gravadora, responsável por nomes como Billie Eilish, Olivia Rodrigo e Taylor Swift, anunciou um novo acordo com a rede social chinesa na última quarta-feira (1ª) para disponibilizar o catálogo musical por lá. 

As faixas foram tiradas da plataforma em fevereiro, no fim do contrato anterior de licenciamento. A renovação da parceria aborda formas diferentes de monetização para os músicos na rede social e cria barreiras de proteção sobre o uso de IA generativa. 

O que muda no contrato

Continua após a publicidade

Em comunicado oficial, a gigante da indústria musical afirma que vai trabalhar em conjunto com o TikTok para “garantir que o desenvolvimento de IA na música proteja a arte humana e o fluxo econômico para estes artistas e compositores”. A empresa também reforça uma série de ações para remover músicas geradas por inteligência artificial sem autorização dos proprietários.

O acordo ainda prevê a criação de novas oportunidades de monetização na rede social, incluindo campanhas de divulgação dos artistas em diferentes regiões, uso do e-commerce da plataforma e novas ferramentas para ampliar o engajamento dos artistas vinculados à gravadora com os fãs.

Vale lembrar que a negociação foi turbulenta: na época do fim do contrato anterior, a UMG criticou publicamente a postura do TikTok com relação à compensação financeira aos artistas, barreiras contra uso de IA e segurança dos usuários no app. A rede social disse que a atitude da gravadora era “decepcionante” e removeu muitas músicas do catálogo, mas aparentemente ambos os lados fizeram as pazes com o novo contrato.

Taylor Swift puxou a fila

As músicas da cantora Taylor Swift voltaram ao TikTok antes do acordo geral com a Universal Music Group: as faixas da artista reapareceram na rede social na primeira quinzena de abril, sem nenhum anúncio oficial das partes envolvidas. Agora, a situação foi normalizada para demais artistas vinculados à companhia, para alívio dos fãs que usam as canções como trilha sonora dos vídeos.