Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Threads dá bônus US$ 5 mil a criadores para incentivar uso do app

Por| Editado por Douglas Ciriaco | 30 de Abril de 2024 às 09h48

Link copiado!

Dave Adamson/Unsplash
Dave Adamson/Unsplash

A Meta apelou a uma nova abordagem para tentar aumentar número de usuários e engajamento do Threads: um programa de recompensas com bônus de US$ 5 mil. Nas últimas semanas, a empresa enviou convites para criadores de conteúdos do Instagram para incentivar o uso da rede social. O benefício está disponível apenas nos Estados Unidos, mas pode chegar a outros países no futuro.

Bônus para postar no Threads

A descoberta partiu de uma publicação no Threads, feita pelo consultor de redes sociais Matt Navarra no fim de semana. Na ocasião, o especialista compartilhou uma captura de tela do Instagram com a proposta de receber US$ 5 mil para publicar no concorrente do X (ex-Twitter).

Continua após a publicidade

“Crie um perfil e poste tópicos ou respostas que obtenham 10.000 ou mais visualizações para ganhar dinheiro”, diz a descrição da notificação. Outros detalhes foram informados em uma página de suporte do Instagram, que sustentam que a bonificação da rede social é oferecida apenas por convite e “permite que você ganhe dinheiro com seu conteúdo Threads”. O documento também ressalta que o convite é exibido no painel profissional do Instagram.

Contudo, algumas regras precisam ser seguidas:

  • O perfil precisa ser público;
  • As publicações precisam ter mais de 2.500 visualizações
  • Não é permitido usar conteúdos com direitos autorais, publicitários, sem texto e com marca d’água, nome ou marca de outra plataforma — ou seja, precisa ser original.

Além disso, os bônus são avaliados pela performance do conteúdo e pelo número de publicações feitas no perfil. 

Apenas nos EUA (por enquanto)

Ao portal TechCrunch, a Meta compartilhou outros detalhes sobre o programa na segunda-feira (29). Para começar, a iniciativa começou a ser testada em março, mas ainda é limitada somente ao público dos Estados Unidos e deve chegar a mais países em outros momentos.

Mesmo assim, é um indício de que a empresa começou a dar mais atenção à plataforma, que vem atraindo pessoas que deixaram de usar o X depois que foi adquirido por Elon Musk. Não à toa, os dirigentes da rede social comemoram a marca de 150 milhões de pessoas usando a plataforma mensalmente.