Facebook vai diminuir coleta de SMS e histórico de chamadas em smartphones

Por Ramon de Souza | 04 de Abril de 2018 às 17h46
TUDO SOBRE

Facebook

O Facebook acaba de anunciar que reduzirá a quantidade de dados coletados em smartphones que estão executando o aplicativo oficial da rede social. Quem revelou tal novidade foi ninguém menos do que Mike Schroepfer, o diretor de tecnologia da companhia. Em um comunicado oficial emitido na tarde desta quarta-feira (4), Schroepfer admitiu que o programa estava extraindo desnecessariamente mensagens SMS e o histórico de ligações dos dispositivos — estratégia que, ao ser descoberta, causou revolta na web.

“O histórico de chamadas e de mensagens de texto faz parte de um recurso opcional para pessoas que usam o Messenger ou o Facebook Lite no Android. Isso significa que nós conseguimos identificar as pessoas com as quais você conversa com mais frequência no topo de sua lista de contatos”, explicou o executivo. “Nós revisamos esse recurso para confirmar que o Facebook não coletará o conteúdo das mensagens e apagará históricos com mais de um ano de idade”, complementa.

Ao que tudo indica, a mudança virá na forma de uma atualização para o app oficial do Messenger para Android. “No futuro, o cliente só vai fazer o upload para os nossos servidores das informações necessárias para tal recurso — nada de dados abrangentes, como tempo gasto nas chamadas”, afirma Schroepfer. Usuários do iOS não foram afetados, pois o sistema operacional da Apple não concede acesso à tais informações para aplicativos de terceiros.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Essa não é a única iniciativa do Facebook para tentar recuperar a imagem da rede social, cuja reputação foi abalada graças a diversos escândalos recentes (como o caso da Cambridge Analytica que usou indevidamente dados sensíveis de milhões de internautas). A plataforma também redesenhou suas políticas de privacidade e termos de uso, disponibilizando versões atualizadas escritas em uma linguagem muito mais simples e fácil de entender.

Fonte: The Verge

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.