Facebook reescreve termos de uso e explica quais dados coleta dos usuários

Por Ramon de Souza | 04 de Abril de 2018 às 15h30
Bloomberg
Tudo sobre

Facebook

Após ser bombardeado com inúmeras críticas relacionadas ao escândalo Cambridge Analytica, o Facebook decidiu apresentar hoje (4) versões remodeladas de seus termos de serviço e políticas de dados. O objetivo da rede social é deixar ainda mais claro para todo mundo quais informações são coletadas de seus usuários e de quais formas esse conteúdo é utilizado — afinal, são poucos os internautas que compreendem a linguagem técnica na qual tais documentos costumam ser escritos.

Um dos destaques dos novos textos é que, pela primeira vez em sua história, o Facebook cita suas marcas secundárias — WhatsApp, Instagram, Oculus e Messenger —, descrevendo-as como “companhias do Facebook”. Todo mundo sempre soube que a plataforma era dona de tais aplicativos; porém, seus nomes jamais foram citados em versões prévias dos termos de uso das redes sociais. Logo, não existia uma confissão pública de que seus dados realmente eram compartilhados entre tais serviços.

Também foram adicionados parágrafos para explicar, em detalhes, o funcionamento de recursos que foram adicionados recentemente, incluindo o Marketplace (seção de classificados de compra e venda), o Live (ferramenta de transmissão ao vivo) e o 360 (que lhe permite gerar imagens em 360 graus, apropriadas para visualização em óculos de realidade virtual).

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Ao falar sobre a coleta de dados em dispositivos móveis, o Facebook assume que rastreia informações sobre “os atributos” do aparelho (sistema operacional, nível de bateria, força do sinal de rede móvel, espaço livre no armazenamento interno etc), tal como quaisquer tipos de identificadores (IDs), pontos de Wi-Fi nas proximidades e até mesmo dados de outros gadgets que estejam próximos à sua rede. A justificativa é de que isso auxilia o usuário a transmitir vídeos ao vivo.

Para tentar dar um fim à polêmica da coleta de mensagens SMS e histórico de ligações, a rede social também adicionou um parágrafo defendendo que isso ajuda você a localizar amigos dentro da plataforma. O Facebook incentiva que os internautas dêem feedbacks a respeito dos novos textos em um formulário dedicado em seu site; o questionário ficará aberto até o dia 11 de abril.

Fonte: Facebook, TechCrunch, CNBC

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.