Facebook retruca comentários de ex-executivo que chamou rede social de m****

Por Redação | 12 de Dezembro de 2017 às 20h10
TUDO SOBRE

Facebook

Ontem (11), um ex-executivo do Facebook polemizou geral ao fazer declarações pesadas sobre as redes sociais em geral, mas com foco na rede de Mark Zuckerberg, onde trabalhou de 2007 a 2011 como líder do setor de crescimento de usuários. Chamath Palihapitiya disse, entre outras coisas, que as redes sociais estão arruinando a sociedade, e que seus filhos não podem usar essa m**** (sobre o Facebook).

Os comentários de Palihapitiya repercutiram tanto, que, hoje (12), o Facebook veio a público para dar o troco em suas declarações. A rede social disse o seguinte:

"Chamath não está no Facebook há mais de seis anos. Quando ele estava no Facebook, focamos na construção de novas experiências de mídia social, e no crescimento do Facebook em todo o mundo. O Facebook era uma empresa muito diferente naquela época e, à medida em que crescemos, percebemos como nossas responsabilidades também cresceram.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Nós levamos nosso papel muito a sério e estamos trabalhando duro para melhorar. Fizemos muita pesquisa com especialistas externos e acadêmicos para entender os efeitos do nosso serviço no bem-estar, e estamos usando isso para informar nosso desenvolvimento de produtos.

Também estamos fazendo investimentos significativos em pessoas, tecnologia e processos e – como Mark Zuckerberg disse –, estamos dispostos a reduzir nossa rentabilidade para garantir que os investimentos corretos sejam feitos".

Palihapitiya disse sentir uma extrema culpa por ter participado do crescimento do Facebook, assumindo sua responsabilidade para o que ele considera ser um desastre social. Depois de sair do Facebook, ele decidiu abrir uma empresa que adquire financiamento para projetos voltados a causas nobres, como saúde e educação, e segue criticando duramente o rumo que as redes sociais estão tomando quanto à sua influência na sociedade, especialmente ao se considerar as gerações mais jovens.

Fonte: TechCrunch

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.