Publicidade

Facebook e Instagram bloqueiam envio de DMs de estranhos para menores

Por| Editado por Douglas Ciriaco | 25 de Janeiro de 2024 às 14h57

Link copiado!

Collabstr/Unsplash
Collabstr/Unsplash

A Meta confirmou que vai aumentar a proteção de menores de idade em suas redes sociais — mais precisamente no Facebook e Instagram. O anúncio desta quinta-feira (25) afirmou que estranhos não poderão mais enviar mensagens diretas a menores de 16 anos nas plataformas sem uma solicitação prévia.

Vale lembrar que, antes do anúncio, pessoas acima dos 18 anos não podiam mandar DMs para menores que não as seguiam. Com a nova restrição, isso mudará para qualquer indivíduo abaixo dos 16 anos como padrão, dificultando ainda mais que adultos entrem em contato com crianças e adolescentes nas redes sociais da Meta.

No Messenger, as mensagens serão restritas para quem é amigo no Facebook ou já possui a outra pessoa em sua lista de contatos. A empresa de Mark Zuckerberg também disse que enviará notificações aos usuários informando sobre as mudanças.

Continua após a publicidade

Meta dará mais poder aos pais e responsáveis

Ainda no ambiente de proteger crianças e adolescentes dos perigos de estranhos nas redes sociais, a Meta informou que vai deixar o controle parental mais “robusto”. Isso dará aos pais e responsáveis o poder de permitir ou negar alterações nas configurações de privacidade — uma mudança bem-vinda, já que, previamente, tudo o que os guardiões recebiam era uma notificação, mas não podiam fazer nada quanto à mudança.

Por exemplo: caso um menor de idade queira mudar seu perfil no Instagram de privado para público, o responsável pode bloquear tal movimentação.

Continua após a publicidade

Além disso, a Meta planeja liberar um recurso que prevenirá crianças e adolescentes de verem conteúdo inapropriado ou indesejável nas mensagens diretas. Essa função usará criptografia no bate-papo para “desencorajar” o envio desse tipo de imagens ou textos — algo similar ao que a Apple introduziu no iMessage em 2021.