Publicidade

CEO Linda Yaccarino quebra silêncio e defende limite de leitura no Twitter

Por| Editado por Douglas Ciriaco | 05 de Julho de 2023 às 16h01

Link copiado!

Manuel Lopez/World Economic Forum
Manuel Lopez/World Economic Forum
Tudo sobre Twitter

A nova CEO do Twitter, Linda Yaccarino, finalmente se manifestou sobre o limite de visualização de tuítes. Nesta quarta-feira (5), a executiva defendeu a medida e a justificou como uma forma de "fortalecer a plataforma" e assegurar a autenticidade da base de usuários.

"Quando você tem uma missão como o Twitter, precisa fazer grandes movimentos para continuar fortalecendo a plataforma. Este é um trabalho significativo e contínuo. Aqui estão mais informações sobre o nosso trabalho para assegurar a autenticidade de nossa base de usuários", disse a executiva num retuíte do posicionamento oficial do perfil @TwitterBusiness.

Continua após a publicidade

Na referida publicação, o Twitter culpa o excesso de bots para treinamento de IA e o conteúdo de spam pela criação de leitura de tuítes. "É por isso que limitamos temporariamente o uso para detectar e eliminar bots e outros agentes mal-intencionados que prejudicam a plataforma. Qualquer aviso prévio sobre essas ações teria permitido que pessoas mal-intencionadas alterassem seu comportamento para evitar a detecção", explica a empresa.

A companhia de Elon Musk alega querer evitar que as conversas no Twitter sejam manipuladas por contas automatizadas e os dados sejam absorvidos para treinar modelos de inteligência artificial. Segundo a empresa, o impacto sobre publicidade "é mínimo".

Quase ninguém sabia da medida

Aparentemente, poucos sabiam que a visualização de tuítes seria limitada até a medida ser de fato implementada. O site Business Insider apurou que até os funcionários da empresa não sabiam da restrição e, após a mudança, Musk e Yaccarino pouco teriam se comunicado com a equipe.

O Canaltech está no WhasApp!Entre no canal e acompanhe notícias e dicas de tecnologia

CEO recente

Linda Yaccarino assumiu o cargo de CEO do Twitter no começo de junho e ainda não tem muito tempo no comando da rede social. O tuíte desta quinta é o primeiro da executiva em relação à mudança na plataforma, embora seja quase que uma citação direta do comunicado oficial da empresa.

O anúncio da restrição de tuítes partiu de Elon Musk, que agora detém o cargo de presidente-executivo e CTO (diretor de tecnologia) do Twitter, além de ser o único proprietário da empresa.

Fonte: Business Insider