CEO do Twitter explica por que Alex Jones e Infowars continuam na plataforma

Por Natalie Rosa | 08 de Agosto de 2018 às 12h26
Reprodução
Tudo sobre

Twitter

A notícia de que o criador do Infowars, Alex Jones, não havia sido banido do Twitter causou bastante repercussão no início desta semana. Jones, famoso teórico da conspiração norte-americano, teve seus canais e podcasts suspensos do Facebook, YouTube, Apple, Spotify e, até mesmo, do YouPorn, por seu conteúdo ser classificado como fake news.

Em resposta às críticas, Jack Dorsey, CEO e um dos fundadores do Twitter, explicou os motivos por que não baniu Jones da rede de microblogs:

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

"Nós não suspendemos Alex Jones ou o Infowars ontem. Nós sabemos que é difícil para muitos, mas a razão é simples: ele não violou nossas regras. Nós o faremos se ele violar. E vamos continuar promovendo um ambiente de conversação saudável garantindo que os tweets não sejam amplificados artificialmente".

Em novos tweets, ele conta que o Twitter tem sido "terrível" em explicar as decisões feitas no passado e que estão consertando isso. "Nós vamos manter Jones no mesmo padrão em que mantemos todas as contas e não tomando ações pontuais que nos façam sentir bem a curto prazo e adicionando mais combustível em novas teorias da conspiração", explicou Dorsey.

Na sequência, o presidente executivo do Twitter foi além e se aprofundou ainda mais no assunto:

"Se nós sucumbirmos e simplesmente reagirmos às pressões externas em vez dos princípios que reforçamos imparcialmente, independentemente de pontos de vista políticos, nos tornaremos um serviço que foi construído por nossas visões pessoais e que podem nos levar em qualquer direção. Não somos isso. Contas como a de Jones podem muitas vezes sensacionalizar problemas e espalhar rumores sem fundamento, então é crucial que jornalistas documentem, validem e refutem as informações diretamente para que as pessoas possam formar suas próprias opiniões", completa

Dorsey finalizou o desabafo com um link sobre as regras de uso atualizadas sobre a rede social.

E você, o que achou da justificativa de Jack Dorsey?

Fonte: CNET

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.