Publicidade

Star Wars finalmente revela por que Luke perdeu a mão 44 anos depois

Por| 19 de Fevereiro de 2024 às 21h49

Link copiado!

Marvel Comics
Marvel Comics

Star Wars continua trazendo novidades interessantes para histórias que já conhecíamos no passado. O título mensal publicado pela Marvel Comics, que se passa entre os eventos de O Império Contra-Ataca e O Retorno de Jedi na Saga Skywalker, agora finalmente explica o verdadeiro significado por trás da perda da mão de Luke Skywalker, mais de 44 anos depois disso ter sido revelado nas telonas.

Atenção para spoilers de Star Wars #43!

Luke Skywalker perdendo a mão na trilogia original de Star Wars é um dos momentos mais icônicos do cinema, e, na atual fase de publicação, as HQs vêm mostrado o processo final de transformação de Luke em um Jedi. E a mais nova edição revela que a dor desse acontecimento foi muito importante para a conclusão de sua jornada de aprendizado.

Continua após a publicidade

Em uma prévia de Star Wars #43, que chega às bancas nesta semana, Luke aparece sendo tentado ao Lado Sombrio da Força por um misterioso Sith que o próprio herói procura. Na edição anterior, Luke entrou metafisicamente em um cristal Kyber vermelho, esperando aprender algo sobre os Sith que pudesse usar para derrotar Darth Vader e o Imperador. 

Agora, a situação, quando Luke se encontra trancado em uma cela, sendo tentado por uma poderosa força das trevas. Este misterioso Sith explica a Luke que as pessoas são resquícios vivos de seu sofrimento, e que a dor nunca os abandona. 

O sofrimento faz de alguém quem ele é, de acordo com este Sith, e pode-se escolher explorar esse aspecto inerente da própria vida em prol de um poder incalculável no Lado Sombrio. O vilão aponta a mão perdida de Luke como uma fonte de dor que sempre estará com ele. Luke reflete um pouco sobre o que acabara de ouvir, então, olha para sua mão perdida e usa a Força para se libertar de sua cela.— em um sequência que sugere o quase Jedi usando o Lado Sombrio.

Continua após a publicidade

Isso marca a Saga Skywalker por dois motivos: essa é, talvez, a primeira vez que Luke Skywalker usa o Lado Sombrio da Força, algo que ele evitou durante os eventos da trilogia original; e o fato de a perda da mão ter sido importante em sua jornada dentro do cristal Kyber, pois sem a dor disso ele talvez nunca conseguisse ter escapado de sua cela. 

Além disso, e embora tenha sido uma fraqueza momentânea, isso indica que, Luke, ao cair em tentação ao ter usado o Lado Sombrio da Força pela primeira vez, nunca esteve tão perto de ser seduzido por Palpatine quanto no trecho final de sua formação como Jedi — e que, por muito pouco, sua corrupção não foi concretizada em O Retorno de Jedi.