Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Será que o MCU vai adaptar o “bromance” de Homem-Aranha e Tocha Humana?

Por| 04 de Junho de 2023 às 08h35

Link copiado!

Marvel Comics
Marvel Comics
Tudo sobre Marvel

Pode não parecer, mas a comunidade de heróis da Marvel Comics não vai muito com a cara do Homem-Aranha. Peter Parker é trágico e solitário, sempre se sentindo culpado pelas mortes de pessoas ao seu redor. Felizmente, ao longo do tempo ele passou a alimentar uma amizade que se tornou um “bromance”: o Tocha Humana, do Quarteto Fantástico, tornou-se um dos únicos melhores amigos que o Amigão da Vizinhança tem. E a Marvel Studios tem a chance de ouro de reproduzir isso no Universo Cinematográfico Marvel (MCU, na sigla em inglês).

“Por que os heróis não gostam do Homem-Aranha?”, seria sua pergunta. Bem, Peter desenvolveu o hábito de afastar as pessoas que gosta, porque há um histórico de mortes de entes queridos ao seu redor. Também por isso, ele costuma ter muito cuidado com sua identidade secreta, justamente para evitar que seus vilões ameacem seus conhecidos.

Além disso, embora as piadinhas sejam úteis para distrair os vilões e diminuir a ansiedade do Escalador de Paredes durante os combates, também deixam muitos colegas desconfortáveis e irritados. Somado a isso, Peter Parker, diferente de seu alter-ego, é introvertido e tímido; e, quando veste seu traje, não consegue atuar em equipe de forma disciplinada, pois sua impulsividade e senso de responsabilidade muitas vezes entram em choque com lideranças como a do Capitão América.

Continua após a publicidade

A Marvel até fez questão de destacar isso quando Peter ficou hospitalizado, em coma, e nem um Vingador sequer foi visitá-lo. A solidão faz parte do herói, e isso faz parte da força que ele tem de carregar um peso que ninguém mais pode. Aliás, Homem-Aranha: Sem Volta para Casa também colocou-o em uma situação semelhante, justamente porque isso faz parte do personagem.

Entretanto, graças a coincidências que se tornaram acontecimentos recorrentes ao longo dos anos, o Homem-Aranha desenvolveu uma forte amizade com o Tocha Humana, daquelas que vão da competitividade ao “porto seguro” de um ombro amigo que entende como é a vida de um super-herói.

Entenda como isso aconteceu ao longo das décadas, e como o MCU estaria preparando esse “bromance” nos cinemas.

Continua após a publicidade

“Bromance” começou como todas as melhores amizades começam

Inicialmente, o Homem-Aranha nem gostava do Tocha Humana. O primeiro encontro dos dois aconteceu logo na primeira edição da revista solo do aracnídeo, em Amazing Spider-Man #1, de 1963. Ao tentar faturar alguma grana e sair da pindaíba monetizando seus poderes, Peter procurou o Quarteto Fantástico, mas seu plano não deu muito certo, e, de cara, Johnny Storm já virou a cara para o Amigão da Vizinhança.

A rejeição foi superada em Amazing Spider Man #3, também de 1963. Depois de ser facilmente derrotado pelo Doutor Octopus, e quase desistir de ser herói, um discurso de Johnny Storm na escola onde Peter estudava o inspirou a ser resiliente e voltar a vestir seu traje para combater o crime.

No mesmo ano, em Strange Tales Annual #2, o relacionamento entre ambos ganhou certa rivalidade. Johnny, que é bastante egocêntrico, já estava enciumado com a exposição do Homem-Aranha na imprensa, e quando Peter foi acusado de um crime, logo avançou contra o rapaz. Depois, mais calmo, o Tocha Humana entendeu que o Escalador de Paredes foi incriminado e ajudo-o a provar sua inocência. A partir daí, começou uma conversa mais amigável de ambos na Estátua da Liberdade, local que se tornaria o ponto de encontro oficial nos futuros momentos de “bromance”.

Continua após a publicidade

Já a partir de Amazing Spider-Man #130, de 1974, os dois começaram a andar bastante tempo juntos, e o Tocha Humana até mesmo ajudou Peter a construir o Aranhamóvel e ensinou-o a dirigir. Em Marvel Team-Up #1, de 1977, os dois uniram forças para derrotar o Homem-Areia — detalhe que o vilão escapou, mas o “bromance” já estava tão consolidado que eles nem ligaram e aproveitaram o Natal juntos.

A relação evoluiu para aquela ajuda que só seu melhor amigo pode te dar. Em uma trama em que Peter vivia com o simbionte que criou o Venom, em Amazing Spider Man #258, de 1984, Reed Richards ajudou a remover o alienígena de sua pele. Mas, com isso, o Homem-Aranha ficou sem uniforme, e, para manter sua identidade secreta, ele se escondeu nas sombras. O Tocha Humana sacou a preocupação e emprestou uma roupa extra do Quarteto Fantástico com um saco de supermercado para ele usar na cabeça — amizade tem isso, tem que aguentar a zoação; e olha que esse traje se tornou tão popular que apareceu em games.

“Bromance” se consolidou e gerou histórias conjuntas

Continua após a publicidade

A relação entre ambos foi tão bem aceita e combina tanto que a Marvel até lançou uma minissérie com os dois heróis atuando juntos em 2005. O Homem-Aranha finalmente revelou sua identidade a Johnny, que também abriu o coração e disse que invejava a vida de Peter há anos; o aracnídeo também disse o que o Tocha Humana tem e ele não pode ter. Essa história consolidou de vez o “bromance”

Quando Johnny foi dado como morto em Fantastic Four #587, Peter garantiu que ele estaria lá para a família Richards, em uma uma despedida muito comovente. Nessa época, o Homem-Aranha até entrou para a Future Foundation, do Quarteto Fantástico, em Fantastic Four #1, de 2011. Quando o Tocha Humana retornou, e o Escalador de Paredes até tentou dividir um apê com o amigo, mas os hábitos de Johnny mostraram que é melhor cada um ficar no seu canto para manter o respeito.

As duas últimas histórias de destaque desse bromance foram publicadas em Amazing Spider-Man #3, de 2015, quando Peter estava rico e comprou o Edifício Baxter depois do Quarteto Fantástico se dedicar à reconstrução do Multiverso na conclusão de Guerras Secretas; e em Friendly Neighborhood Spider-Man #4, de 2019.

Continua após a publicidade

Escalação de ator para Quarteto Fantástico deixa a gente sonhar com o “bromance”

Bem, como todo mundo sabe, o filme do Quarteto Fantástico está prestes a entrar em produção, e os atores já estariam definidos, já que a Marvel Studios pode apresentá-los na San Diego Comic-Con 2023, em julho. O chefão Kevin Feige é bastante antenado nos quadrinhos, e também é muito atento a detalhes como o “bromance.

No final de Homem-Aranha: Sem Volta para Casa, Peter chega ao status do “Homem-Aranha clássico”, solitário em um apê baixa-renda em Nova York. Não dá para saber se o núcleo que fez companhia com ele na trilogia vai retornar para os próximos filmes, mas tudo indica que o Escalador de Paredes vai interagir com outros personagens de sua vida como jovem adulto nas HQs.

Continua após a publicidade

E aí é que entra o Tocha Humana, já que os personagens devem interagir nos próximos filmes das fases seguintes. E a grande esperança, ainda que seja muito pouco, vem dos rumores sobre o ator que pode viver Johnny Storm: Paul Mescal tem a mesma idade que Tom Holland, e também é britânico. Embora as “coincidências” não queiram dizer muita coisa, elas podem ajudar a dupla a reproduzir a química que os heróis têm nos quadrinhos.

Vamos torcer, porque esse “bromance” é muito divertido e pode render ótimos momentos de comédia e drama nas telonas.