Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Gibi da Marvel com capa da DC é até hoje uma das HQs mais raras

Por| 05 de Abril de 2024 às 12h40

Link copiado!

Marvel/DC
Marvel/DC
Tudo sobre Marvel

Imagine você entrando em uma loja de quadrinhos, em busca de seu gibi favorito, nesse caso de Novos Titãs, da DC Comics. Ao chegar em casa para ler, a edição revela que, na verdade, o miolo traz uma história da concorrente Marvel Comics.

Foi o que aconteceu com um exemplar muito raro de New Teen Titans #6, de abril de 1981, que trouxe páginas da Marvel-Two-In-One #74, com uma aventura do Coisa, do Quarteto Fantástico, contra o vilão Mestre dos Bonecos. Essa criatura foi colocada em leilão em 2020 com o lance mínimo de US$ 1,2 milhão (cerca de R$ 6,3 milhões na conversão direta).

Mas como diabos aconteceu isso? Bem, no começo dos anos 1980, a Marvel Comics usava a Ronald’s Printing, no Canadá, para fazer a publicação de seu catálogo. Mais ou menos na mesma época, a DC Comics decidiu fazer o mesmo, porque a impressão da companhia canadense oferecia uma qualidade melhor.

Continua após a publicidade

Em vez de 65 DPI de resolução, era possível ter páginas de 120 DPI, com um equipamento que permitia produzir 60 mil seções de 16 páginas por hora. E foi em algum momento desse processo que o erro aconteceu — e assim nasceu o bebê mutante Marvel-Two-In-One #74 com carinha de New Teen Titans #6.

Segundo a descrição do produto para ser arrematado no eBay, na época a Ronald’s Printing costumava produzir alguns volumes a mais de exemplares com mais probabilidade de saída.

Isso agilizava bastante a pronta-entrega para a distribuidora Diamond, que então podia recompor seu estoque rapidamente. O mais provável é que a pilha da Marvel foi misturada com a da DC na hora do grampeamento da revista.

Isso teria acontecido com três raríssimos exemplares e o que está à venda foi o único que teve sua autenticidade assegurada pela Companhia de Garantia de Certificado.

Quem diria que um filho bastardo de duas rivais valeria tanto, não?