"Fusão" de Wolverine e Hulk tem um poder que não pertence a ambos os heróis

"Fusão" de Wolverine e Hulk tem um poder que não pertence a ambos os heróis

Por Dácio Castelo Branco | Editado por Claudio Yuge | 13 de Junho de 2022 às 21h40
Reprodução/Marvel Comics

O Arma-H é um personagem bem curioso da Marvel. Criado com base no DNA de diversos heróis da editora, mas com foco especial no Wolverine e no Hulk, o experimento é extremamente poderoso, utilizando garras de adamantium em conjunto com a descomunal força do Gigante Esmeralda.

Mas mesmo sendo tão poderoso, ainda há momentos em que o personagem pode não conseguir lidar com certas adversidades, ele ainda conta com os poderes de alteração de probabilidades, igual os da mutante Domino, que se tornou conhecida do grande público após aparecer no segundo filme de Deadpool.

O Arma-H, personagem criado com base no DNA do Wolverine e do Hulk. (Imagem: Reprodução/Marvel Comics)

Esse poder do Arma-H é especialmente notável justamente em uma luta do personagem com Dominó, que ocorreu na revista Weapon X #8. Na edição, Logan (a versão do personagem vindo do universo da história Velho Logan) está liderando um time de operações especiais compostos por Dominó, Lady Letal e Apache que acaba se deparando com a fusão de personagens da Marvel, iniciando um conflito entre eles.

Arma-H surpreende Dominó. (Imagem: Reprodução/Marvel Comics)

Dominó, então, com a certeza que seus poderes de sempre acharem oportunidades em que ela saia da melhor forma possível irão lhe ajudar, atira em Arma-H, mas recebe como resposta a aberração ignorando completamente qualquer tipo de consequência que poderia ter sido causado pelo disparo — mostrando que a habilidade que tanto salvou a personagem em diversas situações não é o suficiente para um conflito contra o mesmo poder sendo utilizado por um terceiro.

Esse poder deixaria o Arma-H impossível de ser vencido, caso analisado friamente, e talvez por isso ele seja uma aparição tão rara entre as habilidades da aberração da Marvel. Normalmente, os momentos em que o personagem aparece, as garras do Wolverine e a força do Hulk são os destaques - e já são o suficiente para mostrá-lo como uma verdadeira força da natureza.

Ao mesmo tempo, o poder de sorte da Dominó, quando bem utilizado, consegue mostrar aos leitores cenas de ações bem diferentes, e em um cenário com uma massa de músculo como o Arma-H, poderia ser um jeito interessante de sair do comum de porradarias. No fim, é uma escolha difícil de balanceamento, e que é provavelmente definida pelo propósito do personagem em sua aparição em uma dada história criada pelos roteiristas — que talvez prefiram, muitas vezes, usar ele mais focado em força do que em cenas mais dinâmicas.

Fonte: ScreenRant

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.