Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Vale a pena comprar o iPhone 14 em 2024?

Por| Editado por Léo Müller | 15 de Maio de 2024 às 13h15

Link copiado!

Ivo Meneghel Jr/ Canaltech
Ivo Meneghel Jr/ Canaltech

O iPhone 14 foi um lançamento que causou polêmica em 2022, pois o celular não trazia grandes novidades, comparado ao iPhone 13. Nem mesmo a geração do chipset foi alterada, mostrando que a Apple escolheu se manter na zona de conforto, em um momento de grande mudanças no mercado mobile. Mas, dois anos depois, será que chegou a hora de comprar este smartphone?

iPhone 14: um celular para uso a longo prazo

Desde o seu anúncio, o iPhone 14 foi alvo de críticas, pois não entregava nenhuma novidade relevante, e estava muito caro, custando a partir de R$ 7.599. Entretanto, há um benefício embutido nele que pouco se fala, e faz toda a diferença: sua vida útil.

Continua após a publicidade

A Apple tem uma política de atualização, nunca oficializada, mas que fez muita marca de smartphones Android repensar as suas estratégias. A gigante de Cupertino pode fazer o update do iOS de seus iPhones por até seis anos, algo que o Google e a Samsung só conseguiram ultrapassar em 2023 e 2024, respectivamente, quando prometeram sete anos de atualização.

Com isso, o iPhone 14 pode receber até o iOS 22, que deve chegar ao mercado em 2028. Para a maioria dos usuários de celulares da Apple, que compram os aparelhos com o intuito de usar por anos, sem se preocupar em encarar bugs ou aplicativos perdendo compatibilidade, este celular é o ideal.

Ele ainda tem com o chip A15 Bionic, que vem com um núcleo a mais de GPU, algo que faz diferença para quem joga, 6 GB de memória RAM, 128 GB de espaço interno, e bateria de 3.279 mAh, equivalente ao antecessor em autonomia.

Continua após a publicidade

O iPhone 14 faz sentido em 2024?

O iPhone 14 é um ótimo smartphone, principalmente se olharmos para o panorama de flagships de 2022. Ele tem ótimo desempenho, câmeras equilibradas, e oferece uma experiência de uso alinhada com as expectativas de quem é fã da marca.

Logicamente, se compararmos o modelo ao iPhone 13, a popularidade do seu antecessor faz jus à qualidade entregue. Além disso, a evolução geracional foi pífia, já que as únicas diferenças estão no núcleo a mais de GPU e na longevidade de atualizações do iOS, que tem um ano a mais de vantagem.

Continua após a publicidade

Por outro lado, ao analisarmos o modelo, focando em quem deseja trocar um celular mais antigo, ou migrar do Android para o ecossistema da Apple, o iPhone 14 faz sentido. Ele entrega configurações que atendem às expectativas, e o seu preço atual, abaixo de R$ 4.000, garante que ele é a alternativa mais atrativa da marca, com foco na economia na hora da compra e uso a longo prazo.