Vale a pena comprar iPhone usado?

Vale a pena comprar iPhone usado?

Por Igor Leves de Almeida | Editado por Léo Müller | 17 de Novembro de 2021 às 17h45
Ivo/Canaltech

Não é nenhuma novidade que os celulares da Apple fazem muito sucesso e são itens muito cobiçados e desejados. Mas, fica a dúvida: vale a pena comprar iPhone usado?

De forma rápida, sim. O mercado de usados da Maçã está sempre muito aquecido no Brasil, dessa forma é possível encontrar aparelhos seminovos com ofertas muito interessantes.

Com a temporada de promoções indo e vindo, muitas pessoas gostam de aproveitar descontos para trocar de smartphone. Porém, nem todas querem desembolsar uma grande quantia do seu suado dinheirinho. E convenhamos que, gastar mais de R$ 9.000 em um celular novo está longe de ser uma situação confortável.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Por isso, o Canaltech foi atrás de ofertas de iPhones usados, para verificar quais modelos apresentam melhores ofertas no mercado de segunda mão. De forma que selecionamos aqueles que apresentam uma diferença substancial, no valor, entre o celular zero e o já “rodado”.

As pesquisas foram feitas nos principais comparadores de preço para verificar o valor dos celulares novos e em sites como OLX, Mercado Livre e até Market Place do Facebook, em que encontramos as principais ofertas de usados.

iPhone 11

O iPhone 11 é o queridinho dos fãs da Apple que buscam um celular usado, mas ainda atual (imagem - Canaltech)

Começando com o iPhone 11, lançado há 2 anos, mas que ainda oferece um hardware muito bom para 2021-2022. Por ser mais “antigo”, esse modelo costuma apresentar preços mais em conta entre os aparelhos top de linha da Apple atualmente.

Nas pesquisas do Canaltech, o modelo base do iPhone 11 apresentou valores bastante chamativos — considerando, claro, que aparelhos Apple normalmente custam mais caro.

Entre as opções de memória interna, os que têm maior diferença de preço de novos para usados são as opções de 64 e 128 GB. Nas versões com armazenamento superior a esses, ficar com o modelo usado começa a não fazer tanto sentido, já que eles não são tão mais baratos que os modelos novos.

Nos últimos seis meses, esse aparelho zero ficou em torno de R$ 4.000, assim procure preços abaixo disso ou então procure negociar para obter um bom desconto.

iPhone 11 Pro

O iPhone 11 Pro é uma opção com câmera e bateria mais parrudas em relação ao iPhone 11 comum(Imagem: Canaltech)

O iPhone 11 Pro entra para a lista de iPhones que valem a pena comprar usados. Isso porque as versões de 64 e 256 GB estão sendo ofertadas por preços bem competitivos, considerando o que o aparelho oferece.

Para quem deseja ou precisa se aventurar no mundo da fotografia, esse celular é o mais indicado. Ele possui uma câmera a mais na traseira, a teleobjetiva com 12 MP, que possibilita um zoom muito melhor, além de ter estabilização óptica de imagem. Dessa forma, as tremedeiras e balanços da sua mão não afetam a qualidade do vídeo ou da foto.

Seu chipset A13 Bionic consegue rodar muito bem qualquer aplicativo voltado para produtividade, desde edição de imagens até pequenos curtas.

Em nossas pesquisas, encontramos o iPhone 11 Pro novo custando em torno de R$ 5.000.

iPhone 11 Pro Max

O iPhone 11 Pro Max é o modelo mais completo dessa geração (Imagem - divulgação)

Contudo, se você gosta de telas grandes, o iPhone 11 Pro Max usado é uma escolha certeira. Ele apresenta a maior diferença entre o aparelho zero e o de segunda mão, isto é, desvalorizou mais.

Sua tela Super Retina de 6,5 polegadas dá um show de cores e de qualidade de imagem, tornando o modelo uma excelente alternativa, mesmo entre os mais recentes lançamentos da Maçã.

Nos principais comparadores de preço, o Canaltech encontrou o iPhone 11 Pro Max zero em valores próximos a R$ 8.000.

iPhone 12

O iPhone 12 deve se tornar o queridinho dos fãs da Apple, agora que o iPhone 13 chegou (Imagem - Canaltech)

Para você que está interessado em smartphones mais recentes, temos o iPhone 12, que também apresenta ofertas interessantes quando pesquisamos no mercado de usados.

Entre as opções de armazenamento interno, aquelas que se mostraram mais atrativas foram as de 64 e 256 GB. Sendo que, na versão com menor capacidade, é possível achar anúncios com uma diferença de até R$ 900 em relação ao aparelho zero.

Em relação ao modelo com 256 GB, é interessante procurar valores abaixo de R$ 6.000, para a escolha pelo usado fazer sentido. Para efeitos de comparação, um iPhone 12 zero está custando em torno de R$ 5.000 (a depender da quantidade de armazenamento).

E o iPhone 13? Vale a pena?

Você pode estar se perguntando se o iPhone 13 vale a pena no mercado de usados.

Nas pesquisas do Canaltech, não foram encontrados valores abaixo do praticado nos aparelhos novos. Ou quando encontradas, não justificavam a escolha por ser uma diferença insignificante, fazendo mais sentido optar por um celular zero. Em suma, ainda não vale a pena buscar os modelos usados dessa família.

E os iPhone XS e Xs Max, vale a pena comprar usado? Sinceramente, depende do preço que você encontrar. Lembrando que são celulares com mais de 3 anos, então é importante procurar ofertas mais condizentes.

Esses aparelhos também já não são mais vendidos oficialmente pela Apple, portanto poderá ter um custo maior de manutenção. Além disso, eles logo entrarão na lista de aparelhos que não receberão atualizações, embora ainda leve mais dois ou três anos até isso acontecer.

Se mesmo assim essa geração ainda for uma opção para você, procure valores bem competitivos e abaixo ou perto de R$ 2.000. No caso do Xs Max, entretanto, os preços provavelmente estarão muito altos, e aí já faz sentido ir para modelos mais novos.

Dicas para comprar um usado

Primeiramente, converse direitinho sobre o aparelho usado com o vendedor. Pergunte sobre a saúde da bateria, quantos anos de uso, quando ele comprou.

Tente sempre negociar o preço. Já que é uma conversa direta com o anunciante, isso abre mais espaço para descontos ou formas de pagamento diferentes, desde que os dois estejam de acordo. Dessa forma, é possível conseguir valores ainda mais interessantes do que os anunciados.

Teste o aparelho usado

Outros pontos importantes, na hora da compra de um celular usado, é experimentar o aparelho. Com ele em mãos, confira os menus e botões físicos para confirmar se estão funcionando.

É importante verificar as condições dos cabos, carregadores e fones de ouvido (caso acompanhem o smartphone). Lembre-se de experimentar as câmeras do aparelho para certificar-se que elas funcionam e não estão riscadas ou danificadas.

Tem recibo ou nota fiscal?

Caso seja possível, peça o recibo de compra do iPhone. Dessa forma, você tem mais garantias que não é um celular roubado ou falsificado. Porém, nem todos costumam guardar recibos, mas se algum anunciante tiver, é um diferencial.

Procure marcar a troca em lugares públicos e, de preferência, vá acompanhado, seja de um amigo, namorado(a) ou parente.

Vai receber atualizações

Por fim, procure pesquisar as listas de aparelhos que ainda estarão aptos a receber futuras atualizações da Apple, de forma a comprar aparelhos que ofereçam maior longevidade de uso e um suporte da fabricante a mais longo prazo.

Sobre atualizações, é importante conferir qual versão está instalada no iPhone, isso garante a originalidade do produto e suporte da Apple, caso venha a apresentar algum defeito ou bug.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.