Por quebrarem demais, PCs da linha Surface perdem selo de recomendação

Por Redação | 10 de Agosto de 2017 às 11h53

A Consumer Reports, uma organização americana que testa produtos para verificar sua confiabilidade e durabilidade, está removendo os selos de recomendação de toda a linha Surface, da Microsoft. De acordo com os estudos realizados pelo grupo, os tablets e notebooks da marca apresentam alto índice de quebra ou outros defeitos ao longo dos dois primeiros anos de uso.

De acordo com os estudos da publicação, que libera periodicamente um ranking dos produtos de maior confiabilidade, 25% dos equipamentos testados apresentaram problemas. A Consumer Reports diz ter avaliado 90 mil dispositivos, entre tablets e notebooks Surface, submetendo-os a diferentes baterias de testes de forma a analisar sua longevidade e resistência.

Os principais problemas encontrados se relacionam a falhas na tela sensível ao toque – uma questão das grandes, levando em conta o caráter dos produtos –, travamentos do sistema operacional ou desligamentos involuntários. Além disso, os produtos não teriam se saído bem em testes de resistência, algo essencial quando se leva em conta o caráter portátil da linha.

Para analistas, tais problemas decorrem do fato de que a Microsoft, apesar de ser uma das empresas mais tradicionais do mundo da tecnologia, ainda é uma novata quando o assunto é hardware. Ao mesmo tempo, a empresa promove uma entrada muito rápida nesse segmento, com um ritmo acelerado de lançamentos, o que acaba fazendo com que ela cometa erros pelo caminho.

A Microsoft refutou as alegações da Consumer Reports, afirmando que os índices de devolução e solicitações de manutenção da linha Surface, mesmo em equipamentos mais antigos, não condiz com os dados apresentados pela organização. Além disso, criticou os métodos usados para análise, afirmando duvidar que eles reflitam as condições de utilização real pelos clientes.

O ranking da Consumer Reports é publicado desde 1952, quando a empresa, inicialmente, analisava apenas veículos. Com o tempo, a organização foi expandindo seu escopo para chegar a televisores e eletrodomésticos, passando também a avaliar produtos tecnológicos. A Apple é considerada a companhia com os dispositivos mais confiáveis nesse quesito.

Fonte: Reuters

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.